Connect with us

Ceará

Número de mulheres assassinadas triplica no Ceará

Nos primeiros 100 dias deste ano, foram registrados 149 homicídios com vítimas mulheres no Estado. No mesmo período em 2017, foram 50 casos

O POVO | O número de mulheres assassinadas no Ceará em 2018 é três vezes maior que o ano anterior. Nos primeiros 100 dias deste ano (até 10/4), 149 pessoas do gênero feminino foram vítimas de homicídio.

Um significativo aumento comparando-se com os 50 casos registrados no mesmo período em 2017. E esses números alarmantes não param de crescer. A morte da estudante de Direito Cecília Moura na última quinta-feira, 12, foi mais uma nessas estatísticas.

Sem falar do aumento de 73% entre 2016 e 2017, quando o número de casos de mulheres assassinadas passou de 210 para 364. Esses aumentos se dão em um contexto de segurança pública no Ceará que atinge recordes de homicídios (5.133 em 2017 e mais 1.400 apenas neste ano) e fortalecimento das facções criminosas. Tais organizações têm um óbvio peso significativo no aumento de assassinatos.

O que não significa dizer que todas as mortes estejam ligadas à disputas de facções. Como no caso da própria morte de Cecília, na qual a Polícia Civil trabalha como principal linha de investigação homicídio por tentativa de roubo (latrocínio).

Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.