Connect with us

Ceará

Homem fica 4 anos preso por engano enquanto o verdadeiro culpado já estava na cadeia

Os dois tinham o mesmo nome, nasceram na mesma cidade, eram andarilhos e trabalhavam com artesanato

Uma vida “interrompida” e quase quatro anos atrás das grades por um erro da Justiça. Júnior Gomes dos Santos foi preso por engano acusado de homicídio.

Ele estava sentado em uma praça na cidade de Pedra Branca, no interior do Ceará, quando foi abordado pela polícia. “Eles chegaram e me deram busca de arma. Me perguntaram se eu já tinha sido preso, falei que não. Informei meu nome completo, e eles encontraram que eu já tinha um homicídio na cidade de Jucás, uma cidade que eu nunca ouvi falar”.

Júnior Gomes argumentou que nunca cometeu crime nenhum, mas os policias o levaram para a delegacia onde iria passar a noite e, no outro dia, iria embora. No entanto, ele passou quase quatro anos na cadeia.

Segundo o presidente da Comissão de Direito Penitenciário da OAB, Márcio Vítor, foi constatado que havia duas pessoas com o mesmo nome e a mesma guia, ambos estavam presos. Os dois tinham o mesmo nome, nasceram na mesma cidade, eram andarilhos e trabalhavam com artesanato, características que podem ter comprometido a apuração da Justiça em todos os processos.

Via Tribuna do Ceará

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.