Connect with us

Ceará

Ciclista tem perna dilacerada após ser atropelada na ciclofaixa por ônibus em Fortaleza

Vítima sofreu esfacelamento na perna direita e foi levada ao Instituto Dr. José Frota (IJF)

O POVO | A ciclista Luana Vasconcelos Holanda, de 35 anos, foi atropelada por ônibus por volta das 8h desta terça-feira, 8. O motorista, de ônibus da empresa Dragão do Mar, linha 666, dobrou à esquerda, na rua Dona Leopoldina, seguindo seu trajeto comum, quando atingiu a ciclista Luana, que ia pela ciclofaixa. A moça sofreu um esfacelamento da perna direita, e foi socorrida para o Instituto Dr. José Frota (IJF).

O supervisor da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Roberto Félix, explica que o correto seria esperar a ciclista, que estava em sua faixa, atravessar o cruzamento. “A preferência é do ciclista, o ônibus que ia fazer essa conversão à esquerda teria que aguardar o ciclista atravessar o cruzamento para, então, entrar”, diz. De acordo com ele, o motorista está aguardando perícia da Polícia Civil.

A bicicleta da vítima ficou destruída. Algumas pessoas acompanhavam o local do ocorrido demonstrando indignação com o motorista. Em decorrência do acidente, trânsito ficou engarrafado pela Avenida Antônio Sales.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Ceará

Com medo, membros de facção fazem pichações em muros de Fortaleza ameaçam quem votar em Bolsonaro

“Quem votar no Bolsonaro, vai morrer”, dizia uma das mensagens encontradas pela reportagem do O POVO Online

Muros de casas na rua Joaquim Frota, no bairro Sapiranga, em Fortaleza, foram pichados com mensagens que ameaçam eleitores da região que pretendem votar no candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSL).

“Quem votar no Bolsonaro, vai morrer”, dizia uma das mensagens encontradas pela reportagem do O POVO Online. Outra pichação, com assinatura da facção do Comando Vermelho Rogério Lemgruber (CVRL), repetia as ameaças ao eleitorado do militar da reserva.

Mensagem de ameaça a eleitores do Bolsonaro tem assinatura de facção criminosa (Foto: O POVO)

O candidato disputa a Presidência da República com Fernando Haddad (PT). No primeiro turno, o deputado obteve 46% dos votos válidos, enquanto o ex-prefeito de São Paulo teve 29%.

Em nota enviada ao O POVO Online, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a Polícia Civil está investigando o caso. Além disso, o órgão acrescentou que apura as circunstâncias acerca do ocorrido para verificar a veracidade da mensagem.

Continue lendo

Ceará

Presos terão noite de sexo liberado em comemoração ao Dia do Presidiário no Ceará

Os encarcerados de 13 presídios do estado do Ceará terão direito a um “pernoite do amor” neste fim de semana

Como forma de comemoração ao Dia do Presidiário, será realizada “Pernoite do Dia dos Presos” entre os dias 22 e 23 de setembro em 13 unidades prisionais do Ceará. Na manhã deste sábado (22), dezenas de mulheres fazem fila no complexo penitenciário de Itaitinga.

O evento está publicado na portaria 02/2018 da Coordenadoria Especial do Sistema Prisional (Coesp) da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus).

De acordo com a Sejus, a comemoração já existe há mais de 10 anos. Em nota, o órgão afirmou que a Lei de Execução Penal (LEP) determina que os internos do sistema penitenciário tenham garantida a convivência familiar e a visita de seus companheiros, cabendo aos Estados regulamentarem como se dará a garantia desse direito.

No Ceará, o pernoite foi instituído há cerca de 16 anos e é concedido três vezes ao ano: Dia das Mães, Natal e Dia do Presidiário.

Na pernoite, cada interno que tenha sua companheira cadastrada e não esteja em sanção disciplinar pode receber a visita extra. Já as companheiras que também estejam encarceradas são escoltadas e transferidas do presídio feminino para a unidade onde está seu companheiro.

Nessas datas, as unidades são preparadas para receber os visitantes, tendo não apenas a segurança reforçada, como também as equipes de atendimento médico.

Os presídios que terão o benefício no Ceará são: Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira I (IPPOO II), Unidade Prisional Professor José Sobreira Amorim (UPPJSA), Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Penitenciário Luciano Andrade Lima (CPPL I), Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa (IPF), Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Ponte, Instituto Penal Francisco Helio Viana de Araújo (IPFHVA), Unidade Prisional Desembargador Adalberto Oliveira Barros Leal – Caucaia, Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), Casa de Privação Provisória de Liberdade José Juca Neto (CPPL III), Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Penitenciário Elias Alves da Silva (CPPL IV), Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damascendo Weyne (Cepis), Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), Penitenciária Industria Regional de Sobral (PIRS).

[Matéria do Tribuna do Ceará]

Continue lendo

Ceará

Facções se espalham pelo interior do Ceará e assustam moradores com aumento da violência

A insegurança no Ceará deixa a população em alerta. A 6ª reportagem da série do Jornal Jangadeiro aborda mais um tema em que o Ceará precisa avançar nas eleições de 2018

Mais de 3 mil assassinatos foram registrados este ano no Ceará. A estatística está relacionada à atuação do crime organizado. Um fenômeno que, além de apavorar Fortaleza, é visto em pequenas cidades e localidades do interior do estado.

As pichações nos muros, que se tornaram comuns na Região Metropolitana, indicam a presença de facções, e hoje tomam conta de pequenas comunidades do estado.

Na localidade conhecida como Quatro Bocas, a 120 km de Fortaleza, as organizações despertam o medo da população. A auxiliar de serviços gerais Maria de Fátima Honorato comenta sobre o medo de sair de casa. “O muro bem alto é para poder ter sossego, saio de casa mais não”.

A rivalidade dentro e fora dos presídios e as disputas pelo controle do narcotráfico marcam essa realidade em todo o estado. No início do ano, Fortaleza registrou a maior chacina da história do Ceará. O caso ficou conhecido como Chacina das Cajazeiras. O crime foi motivado por guerra entre duas organizações e não custou a ter consequências longe da capital.

No dia 29 de janeiro, dois dias após a maior chacina que vitimou 14 pessoas na capital, um conflito entre facções criminosas resultou na morte de 10 presidiários e 6 saíram feridos na cadeia pública de Itapajé.

Prisão de Lideres

Menos de um mês após grandes casos envolvendo as facções Guardiões do Estado e Comando Vermelho, dois membros da cúpula nacional de outra organização criminosa foram encontrados mortos no Ceará. Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, eram líderes do Primeiro Comando da Capital, o PCC de São Paulo.

Os líderes entraram para uma estatística que amedronta a população. Este ano, de janeiro a agosto, o Ceará registrou 3.110 assassinatos. O crime aconteceu em uma pequena reserva indígena na Região Metropolitana.

Crimes no interior

Diferente do que possa parecer, os crimes ocorridos no interior também têm consequências na capital. Em julho, Fortaleza sofreu com uma onda de ataques a ônibus e prédios públicos que durou quase uma semana. A violência começou após uma operação policial em Amontada, que terminou com a morte de três homens acusados de assaltos a um banco. A ação teria sido ordenada de dentro do presídio.

As agências bancárias são os alvos de ataques mais comuns no interior do estado. Hoje, 750 mil cearenses estão sem acesso a serviços bancários após ataques e explosões de agências e 38 municípios estão com dificuldades nos atendimentos.

Somente em 2018, foram 30 ataques a bancos no Ceará. Um mês após a operação policial em Amontada, já em agosto, a cidade teve duas agências atacadas em uma única ação. Os moradores da região precisam se deslocar para outros municípios quando necessitam de serviço bancários. A comerciante Elianor de Lima comenta que os bandidos ainda fazem vítimas e reféns. “A cidade toda parou, comércio, não teve mais movimento de dinheiro”.

A Polícia Civil afirma que tem atuado para coibir a ação do crime organizado na região. De acordo com o delegado titular da cidade de Amontada, as ações da polícia estão obtendo resultados. “Tem muitas ações em andamento em relação ao combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas, e existem pessoas presas, mas é um trabalho paulatino”.

Insegurança interior do estado

A cidade de Boa Viagem, que conta com uma população de um pouco mais de 50 mil habitantes, é o berço do homem apontado como líder do furto ao Banco Central, onde foram levados R$ 164 milhões. O crime aconteceu em 2005 e teve participação de cearenses com apoio de criminosos de São Paulo. O caso aconteceu há 15 anos, mas somente em 2016 o estado criou uma delegacia para investigar o crime organizado.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), um primo de Alemão, Raimundo Laurindo Barbosa Neto, o Neto Laurindo, foi preso em Boa Viagem. Ele também participou do furto ao Banco Central, é investigado por integrar um grupo criminoso especializado em roubo a instituição financeira e veículos de transporte de valores.

A polícia afirma que ele tem passagens por sequestro, tráfico de drogas e por integrar organização criminosa. Já um outro membro que participou do crime segue foragido, Juvenal Laurindo, o Carca, segue na lista dos mais procurados do Ceará.

A cidade é reduto de criminosos ligados ao maior furto a banco da história do Brasil e é um triste exemplo de como a insegurança já não é problema apenas de grandes cidades no Ceará. O agricultor Egídio Luiz da Silva comenta que as cidades não têm mais segurança. “Tá na mão dos bandidos”.

[Matéria do Tribuna do Ceará]

Continue lendo

Ceará

Mãe joga bebê nos braços de evangelizador antes de morrer em acidente de ônibus, em Fortaleza

A vítima carregava um bebê nos braços; mas, segundos antes do acidente, jogou a criança para um homem que estava evangelizando dentro do ônibus

Uma mulher de 27 anos morreu após um ônibus colidir com um caminhão na Avenida Alberto Craveiro, no Bairro Boa Vista, em Fortaleza. O acidente ocorreu na tarde desta segunda-feira (10).

A mãe estava com o bebê nos braços. Ao perceber que haveria a colisão, ela jogou a criança para um homem que evangelizava dentro do ônibus. A mulher acabou morrendo presa nas ferragens; e a criança, de aproximadamente 2 anos, escapou com ferimentos leves.

“Eu estava evangelizando dentro do ônibus, do lado da catraca, quando a moça jogou a criança pra mim. Eu estava de costas, não vi que o acidente ia acontecer”, conta Wellington Oliveira.

O homem acredita que só sobreviveu por causa da atitude da mãe do bebê. “Eu acabei caindo, quando ela jogou a criança, e isso fez a gente escapar de ficar nas ferragens. Se ela não tivesse jogado a criança pra mim, nós três teríamos morrido. Antes de morrer, ela me pediu pra cuidar do bebê”, finaliza Wellington.

O cobrador, identificado como Oliveira, escapou por pouco. “Foi tudo muito rápido. As ferragens pegaram a mulher que estava ali na primeira cadeira. Eu também tava ali na frente, do lado da pancada. Passou muito perto de mim”.

[Matéria do Tribuna do Ceará]

Continue lendo

Ceará

Ônibus com romeiros tomba na região do Cariri e deixa mortos e feridos; Vejas as fotos do local

Demutran confirma acidente e a morte de pelo menos duas pessoas

Um ônibus com romeiros tombou na noite desta sexta-feira (7) na CE-292, na região do Cariri. Pelos menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas. A informação foi confirmada pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) e divulgada através da TV Verdes Mares Cariri.

Segundo o Demutran, o ônibus e uma van de Ararendá estavam em excursão para Juazeiro do Norte, onde os romeiros participariam da Romaria de Nossa Senhora das Dores. No entroncamento de Crato e Nova Olinda, na CE-292, o ônibus com 40 passageiros passou direto e tombou.

A van que acompanhava o ônibus ajudou a socorrer os feridos, e viaturas do SAMU foram acionadas para atender as vítimas no local.

[Matéria do Ceará News7]

Continue lendo

Ceará

Violência no Ceará volta a ser tema da mídia nacional através da Globo

Programa mostrou o assassinato de um aposentado em Fortaleza, no ano passado

O Ceará mais uma vez foi destaque no cenário da violência no Brasil. Nesta quarta-feira (5), o programa televisivo “Profissão Repórter”, da Rede Globo, revelou que em apenas uma semana, o País registrou 1.195 assassinatos. Na Capital cearense, 49 pessoas foram mortas entre os dias 21 e 27 de agosto. Os números, porém, se referem ao ano de 2017.

De acordo com os dados levantados pelo programa, o bairro Jangurussu foi o que registrou mais mortes violentas naquele período. Foram sete casos em quatro dias, a maioria no Conjunto Palmeiras, um dos pontos da cidade mais afetados com a violência armada.

De acordo com a reportagem, o primeiro a ser assassinado naquele bairro foi um idoso de 69 anos, identificado como Sebastião de Souza. Familiares contam que, na época do crime, o idoso foi morto por dois homens que, posteriormente, também foram assassinados. “Não sei quem foi. Parece que foi gente deles (dos assassinos do ancião) que quiseram fazer a vingança pela família, porque não acharam certo o que eles fizeram”, disse Cleide de Souza, filha do aposentado morto.

Índice satisfatório?

Na reportagem, o sociólogo Luiz Fábio Paiva, do Laboratório de Estudos da Violência da Universidade Federal do Ceará (UFC), informou que, “os homicídios em Fortaleza estão concentrados nas periferias. Há muito tempo elas sofrem com guerras territoriais. Você tem o grupo do lado A, que não pode andar na comunidade do lado B. E. em geral, eles fazem tocaias e crimes de pistolagem para poder ir matando aqueles que são considerados inimigos”.

Na reportagem, o delegado da Polícia Civil, George Monteiro, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), diz que, embora não seja o desejável, é um índice considerado satisfatório”. Ele se referia à informação de que, em média, 20 por cento dos homicídios no Ceará são solucionados.

[Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro]

Continue lendo

Ceará

Vereadores de Santana do Acaraú decidem não cassar mandato de prefeito que executou homem

Como o prefeito Marcelo Arcanjo (MDB) fugiu após o crime, a Prefeitura ficou sem um gestor desde o caso que chocou a cidade

Os moradores do município de Santana do Acaraú, a 260 km de Fortaleza, estão sem prefeito após Marcelo Arcanjo (MDB), atual gestor da cidade, ter sido acusado de assassinar um ex-funcionário da prefeitura. A vice Janderlúcia Farias não pode ocupar o cargo porque o mandato de Arcanjo precisa ser cassado pelo poder legislativo. Os vereadores optaram por esperar a decisão da Justiça, informou a Jangadeiro FM.

De acordo com o vereador da oposição Domingos Sávio (PV), a vice deveria tomar posse nesta sexta-feira (31), mas não será possível porque os outros parlamentares alegaram ser o dia de folga, por ser a última sexta-feira do mês. O parlamentar propôs uma sessão extraordinária para a última quinta-feira, mas 11 vereadores se posicionaram contra.

“O nosso presidente da Câmara ainda não se manifestou. Eu já convoquei uma reunião para esta sexta com os demais vereadores. Estamos com dificuldade. A priori não vamos pedir a cassação”, comentou Domingos em entrevista à Jangadeiro FM.

Por enquanto, os parlamentares do município estão de folga, pois o presidente, José Célio Carneiro (PDT), afirmou que não vai realizar uma sessão extraordinária. Por esse motivo, vai esperar os 15 dias permitidos pela lei orgânica do município.

Para a cientista política Carla Michele Quaresma, quem sofre com essa situação é a população, pois a paralisação dos vereadores traz prejuízos à cidade. “De fato, a Câmara precisa tomar medidas cabíveis porque uma cidade não pode ficar sem a administração. Nesse caso, a cidade fica completamente sem essas funções”, ressaltou Michele.

Até o momento, o prefeito se encontra foragido desde o homicídio, que aconteceu na noite desta quarta-feira (29). A fuga teria sido para não ser preso em flagrante, que termina após 48h do crime.

[Matéria do site Tribuna do Ceará]

Continue lendo

Ceará

Comando Vermelho proíbe propaganda de Bolsonaro no Ceará

Facção criminosa emitiu comunicado proibindo apoio ao candidato

Um dos maiores inimigos do crime organizado no Brasil é candidato à presidência da República, não bastasse isso, ele lidera quase todas as pesquisas eleitorais e arrasta multidões por onde passa. Não foi só o establishment que sentiu o baque, Jair Bolsonaro (PSL) assustou também o crime organizado.

O Comando Vermelho, facção criminosa do Rio de Janeiro, estendeu seus tentáculos até o Ceará e através de um comunicado “oficial” ditou as regras para as eleições: campanha política para Jair Bolsonaro, Vitor Valin, Capitão Wagner ou qualquer policial que seja candidato, está proibida.

“Esses políticos apoiam a ditadura, tortura e tudo que é contra as comunidades carentes. Eles camuflam o que os policiais vêm fazendo nas nossas comunidades”, diz o texto.

Circular atribuída ao Comando Vermelho do Ceará que proíbe candidatos saídos das corporações militares de pedir votos nas áreas dominadas pela facção Foto: REPRODUÇÃO

O procurador regional eleitoral do Ceará, Anastácio Tahim Jr., solicitou o envio de tropas federais para evitar a ação do crime organizado durante as eleições 2018, no dia 7 de outubro.

A solicitação de tropas federais para garantir a segurança na eleição ainda vai ser votada no plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).

O deputado Jair Bolsonaro reforçou a segurança em suas viagens pelo Brasil durante a campanha. Além de ser escoltado por seguranças, o parlamentar adotou o uso de um colete à prova de balas.

[Matéria do site Terça Livre TV]

Continue lendo

Ceará

Ceará segue no topo dos estados mais violentos do país, com 5.332 mortos em 2017

As constantes chacinas registradas no Ceará alimentam a estatística criminal e o estado continua sendo apontado como um dos mais violentos do País

O Anuário Brasileiro da Segurança Pública revela em sua 12ª edição, publicada em todo o país nesta quinta-feira (9), que o Ceará registrou no ano passado 5.332 homicídios, enquanto o número oficial divulgado pela SSPDS ficou em 5.134, ou seja, 98 casos a menos. O Ceará é o terceiro estado mais violento do Brasil, comprova o estudo.

Conforme os dados divulgados pelo Anuário, o estado também foi o terceiro que apresentou o maior índice de crescimento das mortes violentas, ou CVLIS (Crimes Violentos, Letais e Intencionais), que incluem os homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e as lesões corporais seguidas de óbito, no período entre 2016 e 2017.

Em apenas um ano, o crescimento de assassinatos no Ceará foi da ordem de 59,1 por cento. O esatado só perdeu neste quesito para o Rio Grande do Norte (68 por cento) e para o Acre (63,9 por cento). Já os com menor crescimento são, pela ordem: São Paulo (10,7 por cento), Santa Catarina (16,5 por cento) e o Distrito Federal (18,2 por cento).

Crescimento das facções

Mergulhado na violência das facções, o Ceará segue o exemplo de outros estados brasileiros, onde a presença de tais grupos criminosos organizados alimenta diariamente as estatísticas criminais. De acordo com o Anuário, facções criminosas estabelecidas em São Paulo e Rio de Janeiro têm se expandido para o Norte e Nordeste, onde a briga toma as ruas.

Doze estados registraram, em 2017, aumento no número de mortes violentas, sendo a maioria no Norte e Nordeste. São eles: Ceará, Acre, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Roraima, Amapá, Amazonas, Para é Alagoas.

Ceará, Acre e Rio Grande do Norte aparecem como os mais violentos do Brasil, exatamente para onde migraram bandidos das facções do eixo Rio-São Paulo. São “braços” do Comando Vermelho (CV) e do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A presença ostensiva dos “chefões” das organizações criminosas no Ceará revela o crescimento das quadrilhas no estado, num desafio à Segurança Pública estadual e, especialmente, aos organismos de Inteligência. Em fevereiro passado, por exemplo, dois “chefões” do PCC foram mortos no Ceará por ordem que partiu diretamente da cúpula da facção, reclusa em uma penitenciária paulista. Os traficantes Rogério Jeremias de Simone, o “Gegê do Mangue”; e Fabiano Alves de Souza, o “Paca”, foram mortos após uma temporada de luxo e riqueza no Ceará. Gastaram milhões na compra de casas luxuosas, automóveis importados e farras com viagens aéreas através do aluguel de aeronaves.

Com a guerra das facções tomando conta das ruas, os números de assassinatos no Ceará seguem em ritmo acelerado na Região Metropolitana e no Interior, para onde migraram os criminosos que, antes, atuavam na Capital. Em Fortaleza, o aumento de efetivo policial e as operações de ocupação nas áreas mais violentas, fizeram os criminosos mudarem de tática. Embora ainda tímida, houve uma redução nos índices de CVLIs na Capital.

[Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro]

Continue lendo

Ceará

Empresário do Ceará atira em direção a funcionário enquanto colegas riem sem fazer nada; Assista

Polícia procura empresário para intimá-lo

A Polícia Civil do Ceará investiga um vídeo que mostra um empresário atirando na direção de uma pessoa, enquanto colegas riem. “Vamos ver se ele tem cócegas agora. Vagabundo”, diz um homem no vídeo. “Deixa de brincadeira!”, grita o rapaz, a quem os tiros são dirigidos.

O vídeo circula em redes sociais, e a Polícia Civil afirmou que “tomou conhecimento do caso” nesta sexta-feira (3). Os policiais estão em busca do empresário que aparece no vídeo atirando, conhecido como Yury do Paredão, de Juazeiro do Norte.

O G1 procurou a empresa onde o suspeito trabalha; funcionários afirmaram que não estavam autorizados a falar sobre o assunto. A esposa do homem que efetua os disparos afirmou à TV Verdes Mares que aguarda contato com advogado para se pronunciar sobre o caso.

A Polícia Civil também informou à TV Verdes Mares que “aparentemente” o suspeito usava uma arma de fogo e disparou no chão, próximo aos pés do funcionário.

Somente após ouvir o empresário e fazer uma análise das imagens que a polícia poderá se certificar da suspeita.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social afirmou que acompanha o caso.

[Matéria do G1]

Continue lendo
Advertisement

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.