Motorista de Cristiano Araújo é condenado pela morte do cantor e da companheira | Mceara.com
Connect with us

Brasil

Motorista de Cristiano Araújo é condenado pela morte do cantor e da companheira

Ex-funcionário de estrela sertaneja deve cumprir pena de dois anos em regime aberto, já que não teve a intenção de matar

News 24hrs | Ex-funcionário de estrela sertaneja deve cumprir pena de dois anos em regime aberto, já que não teve a intenção de matar
Um acidente que chocou todo o Brasil em 2015 está tendo as suas últimas ações fechadas. Naquele ano, o cantor sertanejo Cristiano Araújo, que estava no ápice de sua carreira, e sua namorada, Allana Morais, faleceram após um trágico acidente de carro na BR-153, em Morrinhos, localizada no estado de Goiás. A tragédia aconteceu porque o motorista do casal, Ronaldo Miranda, estava dirigindo de maneira agressiva. Por causa disso, o homem terá que cumprir dois anos e sete meses em regime aberto, já que foi acusado de homicídio culposo, quando não existe a intenção de tirar a vida da outra pessoa.

Mesmo com a pena estar sendo divulgada em todos veículos nacionais, Ronaldo Miranda afirmou, por telefone a veículos de comunicação, que não recebeu a notícia de que terá que cumprir a decisão. Os advogados do acusado também não se pronunciaram até o momento, para comentar o que foi decidido e divulgado ainda nesta quinta-feira (18). A decisão foi feita pela juíza Patrícia Machado Carrijo, que optou pelo acusado prestar serviços comunitários durante o período e ainda pagar o valor de 10 cestas básicas. Havia a opção de o motorista sofrer pena privativa de liberdade, ou seja, indo para a prisão.

Outras medidas também foram divulgadas pela justiça goiana. A juíza também ordenou que Ronaldo Miranda pague o valor de R$ 25 mil para reparação de danos aos sucessores das vítimas. Além disso, como era sabido, o motorista teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

O acidente aconteceu ainda em no mês de junho de 2014. Além do casal e do motorista, o empresário do cantor, Victor Leonardo, também estava no automóvel. No entanto, ao contrário das vítimas fatais, os dois homens conseguiram sobreviver.

Durante as investigações houveram algumas polêmicas e descobertas destacadas pela mídia. Entre elas, as principais, que ocasionaram o acidente: Ronaldo Miranda, responsável pelo carro, dirigia em alta velocidade e com rodas que já deveriam ter sido trocadas. Para a juíza, o acusado agiu com imprudência, negligência e imperícia.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.