Connect with us

Brasil

Jovem é morto com golpe de facão por pai da namorada após flagrante

Segundo o tio de Matheus, o sobrinho namorava uma adolescente de 14 anos que ainda não tinha sido apresentada à família

Bocão News | Eram por volta das 11h da manhã, da última quinta-feira (21), quando a tia do jovem Matheus Fernandes Silva, 18 anos, foi informada por meio de uma ligação que o sobrinho foi atingido por um golpe de facão no pescoço, dentro de uma casa, na Boa Vista do São Caetano, em Salvador.

“Ligaram para o telefone da minha esposa e a gente ficou sabendo. Ele morreu no local. Foi atingido dentro de casa. Andou questão de dez metros e morreu. Não deram socorro. Se tivessem dado socorro poderia ter sido salvo”, conta o professor de matemática e tio da vítima, Carlos Melo, em entrevista ao BNews.

“A gente não sabia que ele estava namorando essa menina. A gente não conhecia, ele não falou para gente. Há mais ou menos um mês ele terminou com uma menina aqui da comunidade. A única coisa que a gente sabia sobre a nova namorada era que eles estudavam no mesmo colégio, Assis Chateaubriandno, aqui em São Caetano”, detalha.

Segundo o professor, o autor do crime foi Joselito Costa Cardoso, pai da namorada do sobrinho, que não aprovava o relacionamento. Os adolescentes estavam sozinhos em casa, quando o pai dela chegou e flagrou os dois juntos. Logo depois, Joselito atacou a vítima com o facão.

“O pai da menina fez isso com ele. Todo mundo tem certeza. Ele fugiu. A menina viu tudo e contou para delegada. A menina ainda disse que ele não aceitava o relacionamento, mas não era para tanto. Não precisava tirar a vida do meu sobrinho. Não tinha motivo nenhum. Isso não era motivo para tirar a vida dele. A mãe dela, que é crente, ligou para o pai de Matheus e disse que gostava muito do meu sobrinho”, diz emocionado.

Ainda em entrevista, Carlos revela que criou Matheus desde criança. “A mãe dele faleceu quando ele tinha quatro anos. Eu que o criei, dei o nome a ele, um nome muito bonito. A tia dele é minha companheira há 20 anos. Infelizmente, a ficha ainda não caiu. A gente vai entregar a Deus. O pai da menina não tem Deus no coração. Fazer uma coisa dessa? A Justiça está atrás dele”, desabafa.

E continua: “Matheus fez 18 anos no dia de 6 de maio. Estava cheio de saúde. Queria ser jogador de futebol, jogava muita bola. Era dedicado, estagiava na Procuradoria Geral do Estado. O pai veio e tirou a vida dele, ele nunca tinha visto meu menino na vida. A primeira vez que viu matou meu sobrinho. Fica difícil entender. A gente quer entender”.

Em apelo feito ao site, o pai de Matheus, Genilson, contou que a adolescente já sabia que o pai não aprovava a relação. “Ela sabia que o pai não queria o namoro dos dois e chamou ele para lá. Queremos justiça por que isso não pode ficar assim”.

“Ele só tinha 18 anos, estudava, trabalhava, e amava jogar bola. A menina, mesmo sabendo que o pai não queria o namoro, continuou e não informou nada ao meu filho. Isso não pode cair no esquecimento. Mais um jovem com um sonho pela frente, assassinado por mais um covarde”.

O corpo do jovem foi enterrado na tarde deste sábado (23), no Cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas, na capital baiana. A Polícia Civil investiga o caso. A prisão temporária de Joselito já foi solicitada.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.