Connect with us

Brasil

Homem mata, esquarteja e queima corpo de amigo por motivo absurdo

Jonathan Rafael Maria, 31 anos, foi assassinado, esquartejado e teve seu corpo queimado pelo amigo a quem ele estaria cobrando dívida

Um homem acusado de lacerar e queimar corpo de um jovem se entregou à policia. Na última quarta-feira, 03 de janeiro, por volta das 18 horas da tarde, Vitor Batista Ferraz compareceu na delegacia acompanhado de seu advogado.

Vitor estava foragido, logo após a delegada Elisa Souza ter feito um pedido de prisão preventiva que foi concedido pela Justiça. Ele é acusado de assassinar Jonathan Rafael Maria, de 31 anos, e vai ser indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Vitor está detido e aguardando uma vaga no sistema penitenciário. Segundo alguns policiais, Vitor era amigo de Jonathan. Entretanto, os supostos amigos possuíam uma conta de banco em conjunto e nela eles aplicavam dinheiro, quando os dois terminassem de render a conta, retirariam o dinheiro juntos, mas Vitor acabou sacando esse dinheiro sozinho antes da data prevista.

Quando Jonathan descobriu, começou a cobrar a quantia que, de acordo com a delegada Elisa Souza, chegava a quase 50 mil reais. A Vítima estava cobrando o valor há certo tempo e Victor chegou até pagar com um cheque sem fundos.

Segundo a delegada, uma semana antes do Réveillon, a vítima havia decidido cobrar pela última vez seu assassino. Foi exatamente nesse momento que o Vitor o convidou para ir na casa de um parente, ele disse que o dinheiro estava na residência. O parente de Vitor estava de férias, curtindo a última semana do ano e os dois acabaram por ficar sozinhos na casa.

De acordo com Elisa, Jonathan estava desconfiado de alguma coisa, e quando chegou ao local resolveu enviar uma mensagem de onde estava e uma foto da casa para sua mulher, através do aplicativo WhatsApp. Em questão de minutos, sua esposa começou a fazer muitas ligações e mandar muitas mensagens, só que depois disso Jonathan não respondeu mais.

A esposa disse que Jonathan nunca deixava de responder as mensagens, por esse motivo ficou muito preocupada. Vitor afirmou para a polícia que recebeu Jonathan em sua casa, mas a esposa de Jonathan desmentiu, pois tinha provas que o assassinato tinha acontecido na casa de um parente do assassino.

Existem muitas provas que incriminam Vitor, imagens de uma câmera de segurança que mostram ele bem perto do local onde deixou o corpo e duas testemunhas que ainda ajudaram Vitor a tirar o carro que estava agarrado na lama. A delegada acredita que o corpo do jovem estava dentro da porta malas do carro.

Via É Manchete

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.