Homem de 26 anos assassina companheira de apenas 14 anos de maneira fria | Mceara.com
Connect with us

Brasil

Homem de 26 anos assassina companheira de apenas 14 anos de maneira fria

Jovem casal estava brigando por causa de uma suposta traição quando o crime foi cometido

A Polícia Civil prendeu na última quinta-feira (4) o suspeito de ter assassinado com uma facada uma adolescente de 14 anos. O homem, que tem 26 anos, era companheiro da vítima e confessou a autoria do crime, afirmando que tudo aconteceu por causa de uma discussão. O rapaz foi preso e autuado por feminicídio. José Jorge Possidônio Ferreira foi encontrado na casa da mãe, em São Lourenço da Matal, na Grande Recife, mesma cidade em que o assassinato foi cometido na manhã da última segunda-feira (1).

Assim que foi detido, o homem prestou depoimento na delegacia do município. O delegado responsável pelo caso, Vanílton Cavalcanti revelou os detalhes do crime. De acordo com a autoridade, a briga teria sido motivada por ciúmes. O suspeito teria contado que a sua companheira, Sibelly Carla de Lima Souza, começou com acusações de que ele teria outra mulher. Jorge negou todas as acusações, enquanto a adolescente ficava mais enfurecida.

Também foi revelado que, conforme a versão do criminoso, quem pegou a faca foi Sibelly. No entanto, no meio da briga, Jorge garante que acertou apenas um golpe na vítima porque não queria matar, mas apenas ferir. Para o delegado, o homem disse que se quisesse assassinar a companheira, teria dado mais golpes. O delegado também comentou que o casal passou a noite de Ano Novo bebendo e teve a discussão ainda na parte da manhã. Na briga, Jorge acertou uma facada no peito da garota. O suspeito também chegou a afirmar que não pediu socorro porque sabia que Sibelly estava morta.

Após o crime, o suspeito fugiu para uma mata da cidade, deixando a faca e o corpo na casa em que morava com a companheira. De lá, Jorge ligou para a mãe e contou tudo que aconteceu. A mulher decidiu acolher o filho dentro da própria casa. Os policiais desconfiavam da situação e começaram a monitorar a residência. Quando chamaram a mãe para conversar, o delegado contou que ela não queria admitir, mas que acabou cedendo após as técnicas de interrogatório terem funcionado.

Por Bruno via News 24hrs

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.