Connect with us

Brasil

Faustão humilha funkeiros ao vivo e choca até a Globo: ‘Quanta p***’

Apresentador ficou com raiva da quantidade de funkeiros que existem no Brasil

O apresentador Fausto Silva é um dos nomes mais conhecidos da televisão brasileira. Conhecido por falar aquilo que pensa, a celebridade criou grande atrito com funkeiros nesse domingão. No programa que foi exibido neste domingo (21), o comunicador parecia revoltado com o fato do Funk ter se alastrado como uma verdadeira mania nacional.

O comunicador fazia suas referências durante o quadro ‘Ding Dong’, que tinha nomes como Antônio Fagundes entre os jurados. “Quantas porra de MC tem no Brasil?”, disse a celebridade irritada em um dos momentos. O fato de Fausto Silva ter feito uma crítica – ainda que indireta – ao movimento musical – irritou algumas pessoas nas redes sociais.

O nome do comunicador tornou-se rapidamente um dos mais comentados da internet.

Fausto Silva critica funkeiros e impressiona com discurso estranho no ‘Domingão’. Tudo ocorreu durante o famoso quadro do Ding Dong, no qual o apresentador recebe artistas, que em sua maioria, fizeram grande sucesso no passado. Normalmente, a celebridade recebe muito bem os convidados, mas dessa vez ela parecia irritada.

De acordo com alguns sites especializados em televisão, o salário do comunicador é um dos mais altos da telinha. Ele receberia cerca de R$ 5 milhões para dar sua opinião diante de tudo o que acontece. O ‘Ding Dong’ teve a presença então de um funkeiro. No entanto, os famosos não conseguiram adivinhar de quem se tratava.

Faustão é acusado de ter preconceito contra funk, após palavrão em frase sobre MCs. De acordo com informações do site TV Foco, cantor de funk em questão é o responsável pelo hit: “Oh Novinha”.

MC Don Juan deveria apenas fazer uma apresentação importante em sua carreira, mas a ira do apresentador estava grande naquele dia. Fausto fez um discurso com palavrão e disse que o país estava com MCs demais. A plateia aplaudiu o comunicador, como se concordasse com a fala dele. Lembrando que os defensores do funk – vira e mexe – alegam que o ritmo sofre muito preconceito e que para conseguir vencer os desafios musicais, muitas vezes, é preciso dar um passo importante.

Faustão interrompe moça da plateia que diria ‘palavrão’ em letra musical. Em outro momento, o Faustão teve que interromper uma das mulheres que estava na plateia. Como ninguém sabia a música, a jovem começou a cantar, mas a letra é recheada de palavrões. Na parte “Pra sentar, pra sentar no p**”, a mulher foi interrompida e o cantor teve que fazer uma versão mais light da canção.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.