Connect with us

Brasil

Apagão deixa mais da metade do Brasil às escuras

Em Fortaleza, semáforos apagados causaram transtornos em vias de trânsito intenso

Folha de São Paulo | Uma falha na linha de transmissão da usina de Belo Monte, no Pará, interrompeu o fornecimento de energia em estados das regiões Norte e Nordeste nesta quarta (21).

Em outras regiões, também houve cortes isolados, como parte de procedimento de segurança para evitar que o apagão se alastrasse pelo país.

De acordo com o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), a queda no suprimento ocorreu às 15h48 e afetou 22,5% da demanda de energia do país naquele momento.

O ONS diz que o corte foi provocado por uma perturbação na rede de transmissão de energia, mas que as causas ainda estão sendo investigadas.

Distribuidoras de energia e fontes do setor dizem, porém, que o problema foi iniciado na linha de transmissão que traz energia de Belo Monte para as regiões Sudeste e Centro Oeste.

Operada pela chinesa State Grid, a linha foi inaugurada em dezembro de 2017. A Folha tentou falar com a companhia, mas ninguém atende o telefone em sua sede, no Rio.

O ONS informou que a queda da linha provocou o desligamento de 18 mil (megawatts) de energia nas regiões Norte e Nordeste.

Para proteger o resto do país, o operador pediu a distribuidoras de energia que cortassem 4,2 mil megawatts nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. A decisão de onde cortar é de cada distribuidora.

A Eletropaulo, que atende a região metropolitana de São Paulo, informou que as regiões Norte, Leste e parte do ABC foram mais impactadas.

No Rio, a Light cortou a luz de 321 mil clientes nas zonas oeste e norte e nos municípios de Seropédica, na região metropolitana, e Paracambi, no sul fluminense.

Apagão no bairro Meireles, em Fortaleza

Em Salvador e Recife, o apagão provocou a interrupção das viagens do metrô e de trens urbanos. Muitos semáforos também pararam de funcionar, gerando caos no trânsito no fim da tarde. A Coelba e a Celpe, companhias de energia que atendem a Bahia e Pernambuco, respectivamente, informaram que a energia está sendo restabelecida aos poucos. O metrô da capital baiana voltou a funcionar às 19h57.

Os serviços de internet e telefonia também foram afetados na cidade. A Anatel foi informada de interrupções nas redes de telefonia móvel nas regiões Norte e Nordeste.

“A Anatel está acompanhando o restabelecimento da normalidade na rede de telecomunicações para a garantia dos direitos dos usuários”, afirmou em nota.

O apagão atingiu o aeroporto da capital baiana às 15h50. Somente às 18h a energia foi restabelecida completamente no local.

Por cerca de 20 minutos, até que geradores de emergência fossem acionados, o check-in ficou interrompido. Não houve atraso ou cancelamento de voos.

Segundo a assessoria de imprensa da concessionária Vinci Airport, que administra o aeroporto, os geradores foram direcionados para a operação dos voos e, por isso, partes do aeroporto ainda ficaram sem luz e sem ar condicionado até as 18h.

“A internet do celular está muito ruim, mas pior é o calor”, disse o engenheiro Amadeu Faria, 31, de passagem por Salvador a trabalho.

A gerente de um dos restaurantes que permaneceu sem iluminação, Erica Sampaio, se surpreendeu com a volta da energia no fim da tarde. Minutos antes, questionou a administração do aeroporto e não havia previsão de retomada.

“Ficamos sem vender por duas horas, até que não vai ser grande o prejuízo”, disse.

A Eletrobras Distribuição Alagoas confirmou a falta de energia no Estado. A Distribuidora monitora a situação junto ao ONS.

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco e a Companhia energética do Rio Grande do Norte também confirmaram a queda de energia.

No Rio Grande do Norte, os 167 municípios do Estado foram atingidos. Em Pernambuco, o apagão também chegou a todas as cidades.

O ONS disse que equipes estão dedicadas à recomposição do fornecimento.

A operadora de energia elétrica Enel informou que o abastecimento em todo o Ceará foi normalizado às 20h54min desta quarta-feira, 21.O retorno da energia na região Nordeste tem sido mais lento, segundo informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Até as 20 horas, apenas 30% do Estado tinha energia. Às 20h40min, 70% do Estado tinha tido energia religada.

A falha começou às 15h48min em disjuntor na subestação Xingu, no Pará, segundo a ONS. O problema ocasionou desligamento automático de linhas de transmissão dos troncos de interligação Norte/Nordeste/Centro-Oeste, Tucuruí/Manaus, Tucuruí/Vila do Conde, Elo cc 800 kV Xingu/Estreito e da UTE Belo Monte, entre outros.

Houve interrupção do abastecimento de energia em todas as capitais do Norte e Nordeste.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.