Siga-nos nas redes sociais

Região

Mulheres que denunciaram abuso sexual no Ceará sofrem ameaças

As vítimas do médico José Hilson de Paiva afirmaram sofrer retaliações de aliados políticos do prefeito logo após a denúncia

Desde que as denúncias vieram à tona, as mulheres que relataram os abusos sexuais sofridos durante consultas pelo prefeito de Uruburetama e médico José Hilson de Paiva, afirmaram que estão sofrendo ameaças dos vereadores da cidade.

As imagens que foram gravadas pelo próprio médico foi analisada pela Associação Médica Brasileira que classificou como estupro claro às pacientes. As vítimas afirmam que alguns vereadores aliados ao médico fizeram ameaças físicas para que as acusações fossem retiradas.

“Fui ameaçada por alguns vereadores que estão do lado dele, porque estão dizendo que tudo que aconteceu é mentira, mas não é”, revelou uma das delatoras.

Entre as mulheres que falaram sobre as ameaças, uma delas disse que há uma movimentação estranha na rua onde mora. “O carro passou 15 minutos parado com pessoas dentro. Ninguém saiu e depois, o veículo partiu”, contou ela.

José Hilson foi afastado do cargo na prefeitura por 90 dias. A decisão foi tomada em votação pelos vereadores do município. O cargo foi assumido nesta terça-feira, pelo vice Artur Wagner Vasconcelos Nery que declarou se arrepender da antiga aliança política. O partido do médico também se pronunciou e decidiu expulsá-lo do PCdoB.

Via IG Meia Hora

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.