Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Homem confessa ter esfaqueado ex-mulher grávida de 2 meses: ‘Matei por ciúme’

Suspeito foi preso em Salvador e levado para Brasília. Em depoimento, ele disse que não sabia que vítima esperava filho; delegacia cita exame de gravidez no local

Publicados

em

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu em Salvador (BA) o homem apontado como assassino da ex-mulher, Simone de Sousa Lima, de 25 anos. Em setembro, em Santa Maria, ela foi morta a facadas quando estava grávida de 2 meses.

Josias Nascimento dos Santos, de 40 anos, estava trabalhando no bar de uma sobrinha quando foi detido por três policiais. Ele confessou o crime.

“Eu matei por ciúme. Na ânsia da raiva, golpeei ela com um facão depois que peguei trocas de mensagens no celular dela com vários homens. Na raiva, a gente não pensa em nada”, afirmou à imprensa, nesta quinta-feira (25), na delegacia de Santa Maria.

A prisão dele ocorreu na semana passada. O homem não resistiu, segundo a polícia. A transferência dele para Brasília ocorreu nesta quarta (24) – policiais da capital foram a Salvador para trabalhar no translado.

“Ele estava escondido na casa dessa sobrinha. Divulgamos bastante a imagem dele e recebemos mensagens anônimas de que ele estaria em Salvador. Entramos em contato com o serviço de inteligência da Bahia e confirmaram que se tratava dele”, disse o delegado-adjunto Paulo Roberto Galindo.

Simone de Sousa Lima; morta a facadas pelo ex-marido — Foto: Facebook/Reprodução

Ainda de acordo com o delegado, o casal estava separado, mas, no dia do crime, Josias a chamou para visitá-lo na quitinete dele. “Ele disse que, depois de ver as mensagens no celular dela, pegou um facão que usava para se proteger e começou a dar os golpes nela.”

Os laudos da perícia indicaram que o golpe fatal para a morte de Simone foi uma facada no coração. Ela também foi atingida na coxa.

“O que ele nega é que tivesse conhecimento da gravidez dela. Mas, no local do crime, foi encontrado um exame de gravidez positivo. A gente imagina que ele esteja tentando amenizar a situação dele”, continuou o delegado.

O homem será enquadrado por homicídio qualificado, considerado crime hediondo. Pelo fato de estar grávida, também pode responder pelo aborto dela, segundo o delegado. Ele já tinha passagem por receptação, porte ilegal de arma de fogo e roubo em ônibus. A ex-mulher dele estava sob medida protetiva.

Matéria do G1

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *