Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Menina encontrada morta às margens de rodovia foi morta de forma brutal, diz polícia

Polícia também informa que solicitou avaliação sobre se houve abuso. Eduarda foi sequestrada enquanto brincava no pátio de casa, em Porto Alegre. Seu corpo foi encontrado 12 horas mais tarde, às margens da ERS-118, em Alvorada

Publicados

em

A menina Eduarda Herrera de Mello, de 9 anos, encontrada morta na manhã desta segunda-feira (22), em Alvorada, Região Metropolitana de Porto Alegre, após ter desaparecido na capital gaúcha na noite anterior, foi vítima de afogamento, conforme a delegada Adriana da Costa, que investiga o caso.

“Em conversa com peritos, a causa da morte já foi apontada: houve um afogamento. Mas encaminhamos para perícia um pedido de avaliação se houve alguma situação de abuso”, disse a delegada.

Eduarda brincava em frente a casa dela, no bairro Rubem Berta, Zona Norte de Porto Alegre, quando foi sequestrada. Cerca de 12 horas mais tarde, o corpo dela foi encontrado às margens da ERS-118 em Alvorada.

O suspeito do sequestro de Eduarda é um homem de cerca de 40 anos que estaria num carro vermelho e que, segundo vizinhos, circulava pelo bairro. Eles viram o motorista conversando com Eduarda enquanto a mãe dela atendia o eletricista que foi fazer um serviço no local.

“Isso tudo foi tudo em 10 minutos, e aí a pessoa já viu, outro menino já viu, disse que ela estava conversando com uma pessoa em um carro vermelho. Não sabiam dizer marca, não sabiam dizer nada”, conta a mãe da criança, Kendra Herrera.

Durante a tarde desta segunda, a polícia divulgou um retrato falado do homem. “Estamos recebendo muitas informações depois da divulgação”, comentou a delegada.

O pai da menina cumpre pena no regime semiaberto por roubo, receptação e assassinato. “Está sendo, também, conversado com a família no sentido se não estavam sendo ameaçados, se não houve nenhuma briga anterior que envolvesse essa família, então tudo isso está sendo analisado”, disse a delegada.

Adriana afirma que a análise preliminar de uma perícia não apontou sinais de abuso sexual. “Inicialmente não foi nos passado essa situação de abuso sexual. Estamos aguardando um detalhamento”, declarou.

Ela pede que pessoas que tenham visto a menina na tarde de domingo entrem em contato pelo telefone 0800 642 6400. “O importante é que pessoas que tenham presenciado essa criança ou uma criança conversando com alguém, um adulto, nas proximidades deste local, que nos procurem”, disse.

A família suspeita que a menina foi vítima de um ritual religioso, mas a polícia não confirma, e diz que a investigação não descarta nenhuma hipótese. “Há indícios de prática religiosa no local, mas não podemos afirmar que há relação desse corpo com o que está no entorno daquele local do crime. Então foram recolhidos alguns materiais no entorno do corpo pela perícia afim de que a gente possa fazer uma análise mais detalhada em relação ao local de crime”, disse Adriana.

Matéria do G1

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Pai estuprar filha por 10 anos e obriga ela a fazer sexo com criança e com animal

Segundo delegada, homem foi preso por se aproximar de outra filha, descumprindo medida de proteção, em Jaboatão. Polícia já pediu prisão também por causa de abusos sexuais

Publicados

em

Um homem que está sendo investigado por estuprar a filha durante dez anos foi preso em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo a delegada Ana Luiza Mendonça, durante esse período, a jovem, hoje com 21 anos, foi obrigada a manter relações com outra criança e com animal, além de ter sofrido agressões sexuais com objetos.

Ana Luiza, que atua na Delegacia da Mulher, informou que o desempregado foi preso em flagrante, na quarta-feira (22), por descumprir uma medida protetiva determinada pela Justiça. Ele estava proibido de se aproximar da família da vítima por causa de violência doméstica.

Além de abusar da filha, desde que ela tinha 11 anos, o pai chegou a praticar o crime de cárcere privado. Segundo a delegada, ela ficava trancada no quarto de casa e tinha os documentos retidos pelo homem.

A policial explica que a prisão em flagrante diz respeito apenas ao descumprimento da medida de proteção. No entanto, o desempregado é alvo de outros dois procedimentos por violência sexual, sendo um deles o de abusos praticados contra a filha.

“Ele foi até a escola de outra filha e descumpriu a determinação judicial. Já finalizei o inquérito dos estupros e encaminhei à Justiça. Estamos aguardando a decisão sobre esse caso”, explicou a delegada.

Denúncia

O caso começou a ser investigado em 31 de março deste ano, após denúncia da família. A delegada conta que o homem preso agia com violência e, por isso, foi solicitada à Justiça a medida protetiva.

Os estupros foram relatados pela jovem a partir do momento em que se tornou necessário solicitar ao Judiciário a proteção para a família. Além da jovem, o homem tem mais quatro filhos.

Os crimes começaram a ser praticados quando a garota passou a morar com o pai, uma vez que ela residiu com uma avó até os 11 anos de idade. “Ele não trabalhava e era sustentado pela atual mulher, que é tia e madrasta da menina que era violentada. Ele usava as agressões físicas e psicológicas para dominar todo mundo”, observa.

A delegada afirma que já pediu a prisão do homem por estupro de vulnerável, pois ele abusou da filha quando ela tinha menos de 14 anos. “Também relatei que ele praticou crimes de estupro [quando ela era maior], ameaça e cárcere privado”, afirma Mendonça.

Audiência de custódia

De acordo com Ana Luiza Mendonça, o homem foi levado para o Plantão da Delegacia de Prazeres, em Jaboatão, onde foi feito o flagrante pelo descumprimento da medida. Nesta quinta-feira (23), ele foi encaminhado para audiência de custódia no Fórum de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva e foi levado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

Continue lendo

Brasil

Vídeo mostra jovem sendo agredido por trás com facão ao andar na rua mexendo no celular; Veja o vídeo

Fato aconteceu no último domingo (19) e foi registrado por câmeras de segurança. Polícia Civil investiga e descarta relação com caso de setembro do ano passado

Publicados

em

Um jovem de 22 anos foi agredido com um facão enquanto caminhava na calçada em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. O fato aconteceu no último domingo (19) e foi registrado por câmeras de segurança (veja acima).

O jovem aparece caminhando e mexendo no telefone celular. O agressor chega por trás, tira um facão da roupa e dá o golpe.

Eric Leal, que aparece no vídeo sendo agredido, relatou que o homem era um assaltante, e disse para ele entregar tudo o que tinha. Mas no mesmo instante um carro saía de uma garagem, o que distraiu o agressor, e o jovem conseguiu fugir correndo. Ele ficou ferido na orelha, e levou três pontos.

A Polícia Civil investiga o caso e afirma que não há indícios de relação com um caso semelhante, em que uma mulher também é agredida por trás na rua, em setembro do ano passado, na mesma cidade.

Continue lendo

Brasil

Policial rodoviário salva vida de bebê na estrada e vídeo emociona a todos; Veja o vídeo!

O policial usou o conhecimento de primeiros socorros para reanimar a criança que estava sem respirar

Publicados

em

A ação rápida e precisa de um policial rodoviário estadual do Pará (PRE) salvou a vida de um bebê, no início da tarde desta quinta-feira (23), na rodovia PA-391, estrada que dá acesso ao distrito de Mosqueiro.

De acordo com relato dos policiais rodoviários que estavam no local, um carro parou em frente ao posto da PRE, por volta de 13h40, e os passageiros já desceram do veículo em desespero, afirmando que a criança havia morrido por não apresentar respiração.

O sargento Jorge pegou a criança no colo e, rapidamente, realizou os procedimentos de primeiros socorros. Após alguns minutos, o bebê voltou a respirar e, finalmente, conseguiu chorar.

Os policiais ainda prestaram os primeiros socorros a avó da criança, que apresentava sinais de parada cardíaca, devido o susto precisou ser acalmada. O bebê e a avó foram medicados e, segundo a PRE, passam bem.

Ajudaram no atendimento, ainda, o sargento Elias, o sargento Jorge, o cabo Thércio e os soldados Abraão de Almeida e M. Filho.

DOL

Continue lendo

Brasil

Mãe joga filha de 4 anos da janela de 5° andar, coloca fogo no apartamento e pula; Veja o vídeo

Mulher tentou incendiar o imóvel e também se jogou da janela e está internada em estado grave; criança foi socorrida com ferimentos leves

Publicados

em

Uma menina, de 4 anos, foi jogada pela mãe do quinto andar de um prédio, na madrugada desta sexta-feira (24), na Vila Lageado, zona oeste de São Paulo. Após arremessar a criança, a mulher tentou incendiar o apartamento e também se jogou.

De acordo com a Polícia Militar, depois de rasgar a tela de proteção, a mãe arremessou a filha pela janela do quinto andar do apartamento onde moram. A garota caiu sobre o para-brisa de um carro, que estava entrando naquele momento na garagem do condomínio. A menina sobreviveu à queda e foi levada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital das Clínicas. A criança sofreu apenas arranhões.

Depois de jogar a menina, a mulher constantemente aparecia na janela e ameaçava pular também. Policiais do Gate foram acionados para convencer a mulher a sair do imóvel e, após quase duas horas de negociação, os agentes resolveram entrar no apartamento quando ela colocou fogo na cortina. Mas diante da aproximação das equipes de resgate, a mulher também se jogou da janela.

Ela foi socorrida e também levada, em estado grave, para o hospital das Clínicas. Familiares estiveram no local e acompanharam a negociação. Um funcionário do prédio contou que a mulher mora com a garota há cerca de 3 meses no apartamento, que é alugado, e que os moradores e funcionários do edifício desconfiam que ela tenha problemas psicológicos.

Três equipes do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. O caso foi encaminhado para o 91º Distrito Policial, no Ceagesp.

Continue lendo

Brasil

Mulher se recusa a denunciar o marido após quase ter mão decepada por golpe de foice

Mesmo assim, o caso passa a ser investigado pela Polícia Civil

Publicados

em

Uma mulher foi levada às pressas na manhã desta segunda-feira (20), ao Pronto Socorro de Várzea Grande – MT, onde segue internada em observação.

Ela teve um desentendimento com o marido, que pegou uma foice e partiu para cima da vítima. Ao tentar se defender, vários golpes acertaram as mãos da mulher, uma delas por pouco não foi decepada.

Policiais Militares foram acionados pela equipe médica, mas ao conversarem com a vítima no box do Pronto Socorro, ela se recusou a denunciar o marido, assim como passar os dados pessoais dela e do agressor.

Mesmo assim, o caso passa a ser investigado pela Polícia Civil, sendo acompanhado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa e o suspeito poderá responder por tentativa de homicídio ou lesão corporal grave.

Continue lendo
Publicidade