Menina de 13 anos morre após engravidar do pai; ela era estuprada desde os 9 - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Menina de 13 anos morre após engravidar do pai; ela era estuprada desde os 9

Há dois meses, a vítima começou a sentir dores e descobriu que estava grávida de 5 meses

Uma menina de apenas 13 anos, identificada como Luana Ketlen, faleceu na quarta-feira (11), na comunidade Santa Maria do Iguapó Grande, zona rural do município de Coari, (distância de 362.44 km de Manaus), e causou revolta e indignação na região e também nas redes sociais. A mesma era estuprada pelo próprio pai, Tomé Faba, 36, desde os 9 anos de idade.

Uma prima de Luana, que preferiu não se identificar, contou para a equipe de reportagem do Manaus Alerta, que a família não desconfiava que o pai abusava da própria filha, e a menina não havia contado antes pois o mesmo a ameaçava de morte. Na ocasião, a adolescente que morava com os pais, era chamada para ir pescar com o infrator e durante a pescaria o homem abusava sexualmente da própria filha.

Após sentir fortes dores e passar mal, a mãe desconfiou que a menina estava grávida pela mudança de corpo que ela vinha apresentando, e então resolveu confessar para sua tia que, por consequência, falou a verdade para a mãe.

De acordo com o delegado José Barradas, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, a vítima foi questionada pela mãe em relação ao pai da criança, momento que ela relatou que tinha sido o próprio pai, a mãe da adolescente não acreditou.

TRAUMATIZADA

O pai, ao descobrir que a criança havia falado sobre os abusos, fugiu pela mata e até o momento não foi encontrado. Ainda de acordo com a prima, Tome foi visto pela última vez no dia do exame que confirmou a gravidez, há dois meses.

Luana ficou traumatizada e chorava constantemente durante esse tempo. Alguns familiares buscaram o Conselho Tutelar da cidade, uma vez que eles moravam na parte rural de Coari, para registrar denúncia, mas a resposta que receberam foi de que eles não teriam condições de ir até lá.

O FALECIMENTO

Na segunda-feira (9), Luana Ketlen, com 7 meses de gestação, deu entrada no Hospital Regional de Coari com fortes dores. O médico de plantão a diagnosticou com anemia profunda e sugeriu a retirada do bebê. Após a cirurgia, a menina começou a passar mal novamente. Com o resultado dos exames, os médicos descobriram que ela estava com Cirrose Hepática, Derrame Pleural (água dos pulmões) e sua pressão estava extremamente baixa. Na tentativa de ser transferida para Manaus, ela não resistiu e foi a óbito ainda no aeroporto.

O bebê nasceu prematuro e segue internado no Hospital Regional de Coari para receber assistência médica até que possa ir para casa. “Ele está bem e se recuperando. O médico nos disse que ele é forte e já está conseguindo respirar sem ajuda do oxigênio’’. Detalhou a prima ao Manaus Alerta.

PAI SEGUE FORAGIDO

Conforme a titular da DIP de Coari, após a tia da vítima formalizar um Boletim de Ocorrência (BO) relatando o crime, foi representado à Justiça o pedido de prisão do infrator. A ordem judicial em nome dele foi expedida no dia 5 de dezembro pelo juiz Fábio Lopes Alfaia, da 1ª Vara da Comarca de Coari.

A família continua em busca de Tomé. Alguma informação sobre o paradeiro dele, entrar em contato com o Comando da Polícia de Coari: (97) 99176-0597, (97) 3561-3815 ou 3561-3124. O disque-denúncia da delegacia, “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Barradas.

Por Thainá Araújo- Portal Manaus Alerta

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *