conecte-se conosco

Brasil

Mãe confessa ter jogado o filho recém-nascido no esgoto, se apresenta a policia e é liberada

A criança foi encontrada em 6 de julho em Paranoá. A mulher disse que a gravidez era indesejada e o bebê morreu de causas naturais após o nascimento

Publicados

em

Uma mulher de 35 anos se apresentou à Polícia Civil do Distrito Federal e admitiu ter jogado o corpo do filho recém-nascido no canal de Paranoá. A criança foi encontrada pelos investigadores em 6 de julho.

Segundo o G1, a mulher disse que havia entrado em uma gravidez indesejada e que o bebê havia morrido após o nascimento por causas naturais. Ela se apresentou às autoridades, acompanhada por um advogado, e foi libertada.

Segundo a delegada Jane Klébia da 6ª Delegacia de Paranoá, o objetivo agora é investigar se houve um crime nessa situação. A mãe também deve passar por um exame psiquiátrico.

“Os laudos periciais serão muito importantes para definir a idade gestacional e se, eventualmente, nós estamos diante de um homicídio, de um infanticídio ou de um aborto natural.”

Depoimento

A mãe trabalha como empregada doméstica e já tem outros cinco filhos. No depoimento à polícia, ela disse que assistia televisão, no dia 3 de julho, quando começou a sentir contrações. Segundo o relato, a mulher deu à luz sozinha e o bebê morreu após o nascimento.

De acordo com a mãe, o corpo da criança ficou dois dias enrolado em lençóis em casa. Após esse período, ela decidiu jogar o bebê no esgoto.

Segundo as investigações, após o nascimento da última filha, que hoje está com 9 meses, a mulher recebeu atendimento psicológico no hospital. O bebê morto foi fruto da relação dela com o namorado atual, e segundo o depoimento, ele não sabia da gravidez.

O pai da criança também deve ser ouvido nos próximos dias. A polícia também avalia pedir o depoimento de um dos filhos da mulher, de 15 anos.

Propaganda