Idosa de 87 anos com deficiência é estrupada após ter a casa arrombada por homem de 32, em Assaré - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Policia

Idosa de 87 anos com deficiência é estrupada após ter a casa arrombada por homem de 32, em Assaré

Fato aconteceu por volta das 23h, na residência da idosa no Distrito de Aratama

Uma mulher de 87 anos de idade acometida de deficiência física, notadamente artrose na coluna foi vítima de estupro no final da noite deste domingo, em Assaré na região do cariri cearense.

Segundo o boletim policial, o acusado Antônio Carlos Alves Bezerra, 32 anos de idade havia arrombado a porta da casa da vítima e tentando manter sexuais com a mesma quando fora flagrado e interceptado pelo esposo da aposentada que interveio debelando a ação.

O marido da mulher relatou ter acordado com uma pancada na porta dos fundos e ao se dirigir ao quarto de sua esposa flagrou Antônio Carlos por cima da idosa forçando-a, ainda que se mantivesse com roupas, a fazer sexo com ele, vindo em seguida a sair correndo após ouvir seus gritos dele.

A composição em tela, após a indicação do esposo da vítima, localizou o infrator na sua residência, adjacente a do fato, o qual por sua vez não negou a imputação, apenas alegando que se encontrava embriagado, de forma que fora capturado e conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, onde se lavrou o Auto de Prisão em Flagrante por delito de estupro de vulnerável tipificado no art. 217-A, § 1º do CP, eis que vítima era acometida de deficiência física, notadamente artrose na coluna.

Diante das informações, a guarnição policial militar de serviço passou a diligenciar em torno do fato vindo por volta de 00h33min a localizou o infrator na sua residência, adjacente a do fato, o qual por sua vez não negou a imputação, apenas alegando que se encontrava embriagado. O mesmo foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, onde o delegado de Plantão, Dr. Denis Leonardo Ferra determinou a lavratura do o Auto de Prisão em Flagrante por delito de estupro de vulnerável tipificado no art. 217-A, § 1º do CP.

Após os procedimentos na 19ª DRPC do Crato, Antônio Carlos ficou recolhido em uma das celas daquela especializada para na manha de hoje ser levado ao Núcleo de Pericia Forense do Cariri para ser submetido a exame de corpo delito, e posteriormente levado à cadeia pública de Juazeiro do Norte onde ficará disposição justiça.

De acordo com delegado Denis Leonardo, o estupro de vulnerável não é apenas contra menores de 14 anos, mas também se a vítima, independente da idade dela não possa se defender da agressão, como por exemplo crianças, pessoas idosas, doentes ou inconscientes. Nesse o acusado será autuado em outro artigo o 217-A , cuja pena será bem mais dura.

Via CaririCeará

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *