Homem que abusou e torturou a filha com maçarico morre depois de se enforcar na cadeia - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Mundo

Homem que abusou e torturou a filha com maçarico morre depois de se enforcar na cadeia

Andrew Ross-Celaius filmou-se abusando de sua filha de dois anos de idade, atirando e queimando-a com um maçarico

Um homem acusado de torturar uma criança, queimando-a com um maçarico, morreu por enforcamento em uma prisão nos Estados Unidos, segundo relatos.

Andrew Ross-Celaius, de 37 anos, estava sob custódia após ser preso por várias acusações relacionadas a um caso de abuso infantil da filha de dois anos de sua namorada.

O escritório do xerife obteve imagens horríveis em que Ross-Celaius teria sido visto jogando garrafas de leite na criança enquanto ela dormia e atirando nela com uma arma de ar comprimido, informou a Channel 3 News.

O homem também foi visto usando um colar de cães na criança e queimando-a com um maçarico enquanto usava uma máscara de lobisomem.

O xerife do condado de Escambia, David Morgan, disse: “É a coisa de que os pesadelos são feitos. Nenhuma criança deve ser submetida a isso. Se você quer pensar em algo que você pode fazer para uma criança que os aterrorizaria … essa criança passou por isso.”

Os investigadores disseram que o incidente veio à atona quando a mãe levou a filha a um hospital local com medo de infecções por micose.

Ela foi informada pela equipe do hospital que os ferimentos, como marcas de queimaduras, sugeriam abuso infantil e alertaram a polícia.

Ross-Celaius foi acusado de seis acusações de abuso infantil agravado, quatro acusações de abuso infantil, violência em regime de liberdade condicional, posse de arma, posse de maconha, equipamento para uso de drogas, segurança na saúde das drogas e porte de drogas.

Ross-Celaius foi acusado de assassinar outro filho de dois anos em 2006, mas o júri considerou-o inocente, segundo a Procuradoria do Estado. Esperava-se que ele comparecesse no tribunal em 2 de maio sobre as acusações mais recentes, mas foi encontrado enforcado na cadeia no dia anterior, informa o Channel 3 News.

Uma porta-voz do condado de Escambia confirmou que ele estava vivo quando foi levado às pressas para o hospital mais morreu logo depois.

Uma investigação foi iniciada e descobertas preliminares indicaram que os ferimentos de Ross-Celaius foram auto-infligidos.

Imagens da câmera de segurança nos registros da prisão e da atividade mostraram que a equipe de correções do condado estava patrulhando de acordo com a política de prisão no momento do incidente.

O Gabinete do Xerife continuaria a investigação do abuso infantil, mesmo com a morte de Ross-Celaius.

Morgan disse: “Estamos à procura de vítimas adicionais e de qualquer pessoa que possa ter conhecimento dos crimes cometidos e não os tenha informado. Vamos continuar com este caso, e se descobrirmos que há quem não denuncie o abuso de crianças, elas podem estar enfrentando acusações também”.

O amigo de Ross-Celaius, Eric Furnans, foi preso por várias acusações, incluindo a tentativa de ajudar a destruir provas ligadas ao abuso da criança de dois anos.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *