conecte-se conosco

Brasil

Homem Pateta ameaça mãe de criança: “Vou fazê-lo se matar”

Menino usou telefone da mãe enquanto ela dormia

Publicados

em

Uma família do Distrito Federal, em Brasília, é a mais nova vítima do Homem Pateta, perfil anônimo que induz crianças ao suicídio pelas redes sociais. Embora o desfecho não tenha sido fatal, o contato com o criminoso deixou marcas na casa da dentista Camille Vanini.

De acordo com a mulher, seu filho, um garoto de 10 anos, viu reportagens sobre o Homem Pateta e decidiu entrar em contato com o perfil. O menino pegou o celular da mãe enquanto ela dormia e iniciou contato com a conta do criminoso no Instagram. No diálogo, o Homem Pateta dava tempo para que a criança respondesse e exigia que o garoto conversasse com ele o tempo todo.

Toda a conversa aconteceu em inglês. O menino e a família são fluentes na língua porque já moraram no exterior.

Como já estava de madrugada, a criança dormiu e deixou a conversa aberta. Já no dia seguinte, Camille pegou seu telefone e viu que o filho estava conversando com o perfil. Sem se dar conta das denúncias contra o Homem Pateta, a dentista chegou a pedir desculpas pela atitude do filho.

– Estou estudando durante todo o dia, não consegui ver o noticiário. Confesso que não fazia ideia do que era o Homem Pateta. Quando vi que alguém estava mandando mensagem, a primeira reação que tive foi pedir desculpas. Afirmei que o meu filho estava com o celular e que ele não deveria incomodar as pessoas. O grande problema foi quando o homem respondeu – disse a mulher.

Ao ver a mensagem da mãe do garoto, o perfil respondeu de forma ameaçadora, causando uma grande susto na mulher.

– Deixa ele jogar comigo. Logo depois você o verá morto. Cuide do seu filho ou eu vou fazê-lo se matar – disse o personagem.

No mesmo dia, Camille abriu um boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). O garoto também foi ouvido pela polícia.

Segundo a dentista, o filho entrou em contato com o criminoso a fim de prender o Homem Pateta. Após o trauma, ela relata que a criança, que antes era comunicativa e expressiva, está introspectiva.

– Meu filho explicou que a intenção dele era ‘prender’ o Homem Pateta, para que ele não pudesse ferir mais ninguém, e acabou sendo atingido por esse psicopata. O caso é grave, não precisa ser especialista para identificar que muitas contas falsas começaram a surgir no Instagram. Assim como ele falou com o meu filho, e tive a sorte de perceber rapidamente, ele pode estar falando com mais crianças – alertou Camille.

A mãe também desabafa sobre a falta de regras na internet e pede que as plataformas digitais se responsabilizem.

– A Internet virou terra de ninguém, empresas como o Instagram precisam tomar uma iniciativa para ajudar a proteger vidas. Eu trabalho com atendimento sociais, a minha especialidade é em odontopediatria. Fazemos trabalhos sociais a favor da proteção e promoção das crianças e isso foi acontecer dentro da minha casa, com o meu filho – lamentou.

TRADUÇÃO DA CONVERSA

Homem Pateta: Olá, fale, eu vou bloquear você ou fale agora, você tem 10 minutos. Hahaha.

Camille Vanini: Oi Pateta. Eu gostaria de pedir desculpas pelo meu filho. Ontem, eu estava dormindo e ele pegou meu celular e brincou com você. Ele tem 10 anos e eu sou obcecada por ele. Mais uma vez, por favor, desculpa.

Homem Pateta: Deixa ele jogar comigo. Logo depois você o verá morto. Cuide do seu filho ou eu vou fazê-lo se matar.

Via PlenoNews

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *