conecte-se conosco

Brasil

Homem mata companheira, liga para a família e se suicida

Irmão do autor do crime afirma que pedreiro ligou confessando feminicídio, ocorrido em Aliança, na Zona da Mata Norte do estado. Vítima apresentava sinais de esganadura

Publicados

em

0001 2019 08 02 12.39.15

Um homem matou a própria mulher na noite da quarta-feira (31), no município de Aliança, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, o pedreiro Ednaldo Simplício de Lima Ferreira, de 38 anos de idade, se matou logo depois de ter cometido o feminicídio. Segundo a família, Ednaldo ligou confessando o crime.

“Ele ligou, disse que tinha matado Ana e que ia se matar. Fomos no local, que é perto da nossa casa, e encontramos o corpo dele. Fomos nós que acionamos a polícia”, disse o irmão do pedreiro, Josinaldo Ferreira, nesta quinta-feira (1º).

O caso foi registrado na Delegacia de Plantão de Nazaré da Mata. A vítima, Ana Maria Alves Batista, de 44 anos de idade, apresentava sinais de esganadura. Josinaldo afirmou que o irmão vinha aborrecido, mas que a família não faz ideia do que teria motivado o crime.

“Eles brigavam muito e, há um tempo, ele estava meio atormentado. O porquê é que a gente não sabe. Se era briga de casal ou outro motivo”, declarou.

O corpo da mulher foi encontrado no quarto do casal, no chão, pela polícia. O homem cometeu suicídio em um depósito de materiais em outro ponto da cidade e foi encontrado por uma das filhas dele, acompanhada de outros membros da família.

No registro policial, consta o relato de testemunhas sobre a ligação do homem, de 38 anos de idade, para uma pessoa da família, confessando o crime e avisando que se mataria. A Polícia Civil informou que o caso foi registrado como feminicídio e vai ser repassado para Delegacia de Aliança, que fica responsável por concluir as investigações.

Feminicídios

Entre janeiro e junho de 2019, a Secretaria de Defesa Social (SDS) registrou 27 feminicídios. Esses crimes são praticados pelo fato de a vítima ser mulher. Segundo a SDS, o número é 22,9% menor do que os 35 casos do mesmo tipo contabilizados entre janeiro e junho de 2018.

Um dos casos foi o da jovem Mayara Estefanny Araújo, de 19 anos, que teve o corpo atingido por ácido sulfúrico jogado pelo ex-marido e por um amigo dele na Zona Norte do Recife. Ela morreu no dia 25 de julho, mas estava internada no Hospital da Restauração (HR), no Centro da cidade, desde o dia 4.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *