Siga-nos nas redes sociais

Região

Funcionário teria sido demitido por se recusar a realizar corte de energia; veja o vídeo

A Enel afirmou, entretanto, que os cortes realizados pela empresa terceirizada seriam solicitadas pelos clientes

Em vídeos circulando nas redes socais, na última segunda-feira, 23, um ex-funcionário da Sirtec, empresa terceirizada da Enel, distribuidora de energia no Ceará, afirma ter sido demitido por ter se recusado a realizar o corte de energia. No primeiro relato, feito na base da empresa, ele comenta ter levado uma advertência pela situação e e justifica ” eu não acho justo o cliente ser cortado em quarentena, aonde não tem recurso e dinheiro para pagar suas contas”. As informações é do O Povo.

O eletricista apresenta no vídeo um documento, segundo ele, ser a notificação da empresa sobre o comportamento. Em outro momento, ele relata estar em posse de sua carta de demissão motivado pela mesma razão da advertência. “Eu não fiz o corte e não vou fazer nenhum em um momento que estamos vivendo”.

O funcionário afirma que os cortes e religamentos são feitos de forma emergencial e o cliente estaria sem condições de pagamento, o que, segundo nota da Enel, não condiz com o serviço prestado pela empresa, que seria motivado por pedido. “O serviço mencionado no vídeo refere-se a suspensão do fornecimento de energia por solicitação do próprio cliente, o que ocorre em casos de encerramento de contrato de aluguel ou mudança, por exemplo”, disse em nota.

Além disso, a nota afirma que questões contratuais, como desligamento e contratação, não são de sua responsabilidade e, sim, das empresas parceiras.

A distribuidora afirma que está em negociação com o Governo Estadual para diminuir o impactos à população mais vulnerável, como afirmou o governador Camilo Santana, no mesmo dia do vídeo. A medida acontece diante do decreto estadual que impõe o fechamento de lojas, bares e restaurantes, para evitar aglomerações e a propagação do coronavírus.

A Enel reforçou que tem mantido a operação dos serviços de distribuição e as solicitações dos clientes para garantir a continuidade das operações no Estado.

Confira íntegra da nota enviada pela Enel

A Enel Brasil esclarece que o serviço mencionado no vídeo refere-se a suspensão do fornecimento de energia por solicitação do próprio cliente, o que ocorre em casos de encerramento de contrato de aluguel ou mudança, por exemplo. Mesmo com o avanço do Coronavírus, a empresa não tem medido esforços para garantir a operação do serviço de distribuição e as solicitações dos clientes, em todos os estados em que atua.

A companhia informa ainda que as empresas parceiras gerenciam diretamente os contratos de trabalho com seus colaboradores, como contratação e desligamentos.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.