Siga-nos nas redes sociais

Região

Facções ordenam fechamento de estabelecimentos em Fortaleza e mais 4 cidades

Avisos foram distribuídos por diferentes pontos da Região Metropolitana, o que fez a população atender a ordem. A Polícia trabalha para recolher os cartazes

Publicados

em

Moradores de alguns bairros de Fortaleza e de Maracanaú, Chorozinho, Pacajus e Caucaia, na Região Metropolitana, receberam avisos proibindo abertura de comércios, escolas e agências bancárias nesta segunda-feira (7) e terça-feira (8). Esse é mais um capítulo da onda de terror que atinge o Ceará desde a última quarta-feira (2).

Segundo a polícia, uma varredura está sendo feita nos locais para a retirada dos avisos. A população, receosa, está obedecendo as ameaças, em diferentes bairros da Região Metropolitana de Fortaleza.

No Grande Jangurussú, no Conjunto João Paulo II, em Fortaleza, comércios amanheceram fechados. A Guarda Municipal reforçou o Cras. Numa escola estadual, o cartaz também foi encontrado. O local está com as aulas suspensas.

No Sítio Estrela, a situação se repete. Por lá, o posto de saúde também não abriu. Uma viatura da Polícia Militar está no local. O aviso também foi registrado no bairro Sapiranga.

Em Maracanaú, nos bairros Acaracuzinho e Novo Oriente, o aviso se repetiu em vários pontos. Equipes do Raio, da Polícia Militar, estão no local. De acordo com a PM, uma varredura está sendo feita pelo local para a retirada desse material. Alguns homens foram presos envolvidos em ataques na cidade.

Como é o comunicado

No comunicado deixado por vários pontos dos bairros, os bandidos avisam aos donos de estabelecimentos comerciais, “até mesmo uma simples bodeguinha”, assim como agências bancárias, para não abrirem as portas nesta segunda (7) e terça-feira (8), pois o objetivo é explodir bancos.

Por isso, também dizem para que a população não se dirija a estes locais. Apenas igrejas foram liberadas, segundo o aviso.

Os criminosos também avisaram para que não circule nenhum caminhão de entregas ou carros da Cagece, Coelce, ônibus ou transporte de qualquer outra empresa pelo local. Caso a ordem de paralisação não seja seguida, “terá sua punição merecida.” A rotina voltaria ao normal somente na quarta-feira (9).

Saída de secretário

Ainda de acordo com o aviso, os criminosos justificam as ações pedindo a saída do secretário de Administração Penitenciária, e avisando que os ataques não vão parar até que ele deixe a pasta. As ações iniciaram após as declarações do secretário Luís Mauro Albuquerque, de que não reconhecia facções criminosas e que faria mudanças no sistema prisional, com mais rigidez sobre os presos.

Em coletiva de imprensa, o secretário da Segurança Pública, André Costa, afirmou que a polícia não vai recuar aos atentados.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Ceará, mas não obteve nenhum comentário sobre a determinação de fechamento de estabelecimentos.

6º dia de ataques

Nesta segunda-feira (7), o Ceará chega ao 6º dia de ataques criminosos, com 131 ações criminosas em 39 municípios até as 11h. Veja o número atualizado de ocorrências. Essa é a maior onda de terror da história do estado, que causa prejuízos e deixa a população em pânico. Até agora, 148 pessoas foram presas.

Apesar da chegada da Força Nacional no Ceará na última sexta-feira (4), solicitada pelo governador Camilo Santana, os crimes continuam. Ônibus, caminhões, prédios públicos, supermercados, concessionárias, estacionamento de shopping, passarelas e fotossensores foram alvos dos bandidos. As vans paralisaram as atividades desde a sexta-feira por falta de segurança.

Matéria do Tribuna do Ceará

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Região

Canal do Rio Granjeiro transborda e causa transtornos no Crato, no Ceará

A força da água arrastou carros, derrubou árvores na cidade e invadiu casas de moradores

Publicados

em

O canal do Rio Granjeiro transbordou, no centro do Crato, na Região do Cariri, no Ceará, após as fortes chuvas que caíram na região da Chapada do Araripe, nesta segunda-feira (18).

A Avenida José Alves de Figueiredo, por onde passa o canal, ficou alagada. Carros que estavam na via foram arrastados e um ônibus ficou preso em um buraco. Além disso, casas próximas ao canal foram invadidas pela água, destruindo móveis e objetos de moradores.

Segundo a Prefeitura do Crato, o Corpo de Bombeiros já está no local para retirar as árvores caídas. Uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) foi enviada para fazer a limpeza da lama que ficou na Av. José Alves de Figueiredo e no seu entorno.

O prefeito da cidade, Zé Ailton Brasil, afirmou que a primeira providência tomada foi colocar a equipe de limpeza nas ruas para evitar novos acidentes e transtornos. Além disso, acrescentou que está “visitando algumas famílias para ver a maneira como a Prefeitura pode ajudar”.

Ainda conforme Zé Ailton, a área do canal é uma das primeiras a ser atingida em dias de chuva. Para acabar com os alagamentos na região definitivamente, ele ressalta que precisaria ser feito uma obra que custa um valor muito elevado para a Prefeitura arcar sozinha.

“Hoje nós teríamos que mudar totalmente esse ritmo do canal. Teria que se fazer praticamente um novo canal. Nós mandamos fazer um projeto, que custa mais de 100 milhões de reais. A Prefeitura sozinha não tem condições, nem o estado sozinho. Então tem que ser com o Governo Federal, para que a gente possa unir forças e procurar uma solução definitiva para o canal”, finalizou.

Cenário repetitivo

De acordo com o professor de Geografia, que mora nas margens do Canal do Rio Granjeiro, Bruno Furtado, o cenário se repete na cidade, geralmente, de quatro em quatro anos – quando há fortes chuvas na região.

“Isso acontece justamente por conta da urbanização. A obra de esgoto é mal feita, e sempre dá nisso aí. A água entrou em várias casas e agora a população tá aí trabalhando para resolver esse problema”, afirmou.

Matéria do G1

Continue lendo

Região

Carro capota com bebê de 11 meses na Maraponga; criança não sofreu nada

Uma equipe da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) foi acionada ao para orientar o trânsito

Publicados

em

Um carro capotou na manhã desta segunda-feira (18) na Rua Carlos Juaçaba, no Bairro Maraponga, em Fortaleza. Dentro do veículo estavam um casal e um bebê de apenas 11 meses. Os pais tiveram ferimentos leves e foram socorridos. Já a criança estava presa ao bebê-conforto e não teve nenhum arranhão.

As vítimas não informaram a causa do acidente. O aposentado Romildo Bezerra, avô da criança, ressaltou a importância da cadeirinha para a segurança do bebê. “Se não fosse a cadeira do bebê, tinha acontecido algo pior”, disse.

Segundo ele, a mãe da criança, identificada apenas como Viviane, dirigia o carro como costuma fazer rotineiramente para deixar a criança na casa dos avós, no Bairro Joquei Clube.

O pai, identificado como Diego Vladimir, foi socorrido consciente e com dores no ombro. A criança também foi levada ao hospital para realizar exames preventivos.

Uma equipe da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) foi acionada ao para orientar o trânsito. Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram o socorro à família.

Matéria do DN

Continue lendo

Região

Violência no fim de semana deixa 15 mortos em assassinatos e acidentes de trânsito

Somente no interior do estado, sete pessoas foram vítimas de homicídios e latrocínios

Publicados

em

Onze pessoas foram assassinadas no Ceará neste fim de semana. A maioria dos crimes – sete – aconteceu no Interior. Já os acidentes de trânsito causaram quatro óbitos de ocupantes de motocicletas. No total, 15 mortes violentas foram registradas no estado. O balanço, porém, ainda é parcial.

Um jovem de apenas 18 anos de idade foi morto, a tiros, por volta das 15 horas de sexta-feira (15). Tratava-se de Carlos Daniel de Sousa Rodrigues. O crime ocorreu na Avenida Engenheiro Luiz Montenegro, no bairro Siqueira, no momento em que a vítima seguia à pé com a namorada.

Na Rua nossa Senhora Aparecida, no bairro Mondubim, Francisco Jonathan Frota da Costa, 23 anos, foi também assassinado, a tiros, na tarde de sexta-feira (15). Bandidos em um veículo não identificado abriram fogo contra o rapaz e fugiram logo depois do crime.

Na manhã do domingo (17), um homem foi morto, a tiros de pistola, bem próximo da feira-livre de Messejana. Tratava-se de Francisco Alan Alves Domingos, 27 anos, residente no bairro Coaçu e que, segundos a Polícia, seria membro de uma facção criminosa. Testemunhas disseram que antes do crime houve um bate-boca entre a vítima e um desconhecido em plena feira.

E na noite do domingo, o corpo de um desconhecido foi encontrado em chamas nas margens da rodovia estadual CE-085, em Caucaia. A vítima estava com de bruços, com um capuz na cabeça e amarrada quando bandidos atearam fogo no corpo. O cadáver mutilado foi encaminhado à Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

Mais crimes

Sete pessoas foram mortas no interior do Ceará neste fim de semana. Um dos crimes ocorreu dentro da Cadeia Pública da cidade de Caridade (a 94Km de Fortaleza) quando detentos daquela unidade espancaram até a morte um preso recém-chegado da Comarca de Baturité e era acusado de estuprar uma criança. O morto foi identificado por Francisco Paulino de Melo.

Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro

Continue lendo

Região

Escrivão de Polícia Civil tira a própria vida na capital do Ceará

Durante o final da tarde deste domingo, 17, chegou a informação que um Escrivão de Polícia Civil teria cometido suicídio por enforcamento em Fortaleza

Publicados

em

O noticiário se espalhou rápido e momentos depois chegou a notícia que a vítima seria o policial civil José Luiz de Matos Pedrosa. O sinistro aconteceu na em uma residência de seus familiares na Rua Silva Paulet, no bairro Aldeota.

Apesar de não ser natural de Camocim, o Escrivão José Luiz trabalhou por muitos anos aqui na Delegacia Regional de Polícia Civil aqui do município.

Na cidade ele fez bastante amizades e todos estão lamentando este triste ocorrido. Ele se aposentou recentemente mais antes também desempenhou suas funções em Chaval e atualmente estava residindo na cidade de Barroquinha. O policial tinha quatro filhos e de acordo com os amigos mais próximos, Zé Luiz há tempos enfrentava uma forte depressão.

Há dois dias um policial militar também pôs fim a própria vida. O soldado Almeida cometeu suicídio por enforcamento em uma residência na Parangaba. Já no início de fevereiro o soldado da PM Francisco Igor da Silva, 24 anos, também praticou suicídio aqui em Camocim. Ao todo Cinco policiais militares e um policial civil cometeram suicídio só neste ano no Ceará.

Matéria do Camocim Polícia 24h

Continue lendo

Região

Homem fica deitado na avenida Dom Luís, é atropelado e morre no local

O motorista tentou prestar socorro à vítima, que não resistiu aos ferimentos

Publicados

em

Um homem foi atropelado na manhã desta terça-feira, 12, enquanto estava deitado no asfalto da avenida Dom Luís, no bairro Aldeota. A vítima ainda não foi identificada. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), o motorista do veículo parou para prestar socorro, mas o homem já estava morto. O acidente ocorreu no início da manhã.

De acordo com a SSPDS-CE, não se sabe até o momento por que o homem estava deitado no asfalto. Conforme o relato do motorista, ele não chegou a ver o homem deitado na pista – ainda estava um pouco escuro no momento do acidente. Segundo a SSPDS, o motorista sentiu o impacto e só viu que havia atropelado uma pessoa ao olhar pelo retrovisor e ver o corpo no chão.

O condutor do veículo, cuja identidade também não foi informada, passou por teste etilômetro e não apresentou sinais de embriaguez. A SSPDS informou ainda que o motorista se apresentou espontaneamente no 2º Distrito Policial (DP), onde foi instaurado inquérito para apurar o acidente.

Equipes da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) também compareceram para orientar o trânsito.

Matéria do O POVO

Continue lendo
Publicidade