Facção mostra seu arsenal de guerra nas redes sociais e ameaça ataque em Caucaia - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Policia

Facção mostra seu arsenal de guerra nas redes sociais e ameaça ataque em Caucaia

Pistolas, fuzil e carregadores estão em poder de criminosos na”guerra” de facções

Ao som de um rap que fala da violência nos bairros da cidade de Caucaia, bandidos da facção criminosa Comando Vermelho (CV) postaram nas redes sociais, nesta segunda-feira (13), um vídeo mostrando suas armas e ameaçando invadir a comunidade da Cigana, naquele Município para matar seus adversários e tomar de vez o território para a facção. Com as informações do CN7.

Nas imagens postadas, aparecem as armas que estariam em poder dos bandidos, entre elas, várias pistolas importadas, de grosso calibre e com alongadores de carregadores (que amplia o número de tiros) e um fuzil modelo AK-47, de fabricação russa, usado comumente por terroristas no Oriente Médio.

O vídeo mostra o poderio bélico dos criminosos e, ao mesmo tempo, a audácia dos bandidos que vêm dominando várias comunidades de Caucaia desde o ano passado, praticando assassinatos e expulsando moradores de suas casas em comunidades como Itambé 1, Itambé 2, Parque Potira, Conjunto Metropolitano (Picuí), Padre Júlio Maria, Jurema, Araturi e tantos outros. Nestas comunidades, os moradores se transformaram em reféns das facções.

“Novinhas” mortas

No ano passado, mais de 200 assassinatos ocorreram naquele Município e uma boa parte deles foi praticada na guerra travada entre as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE). Vários adolescentes foram raptados, torturados e mortos e seus corpos mutilados, sendo arrastados pelas ruas e deixados em via pública para servir como “exemplo” para a facção rival. Entre as vítimas, várias “novinhas”, meninas e adolescentes que se envolveram com membros desses grupos criminosos.

Até o começo da manhã desta terça-feira (14), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não havia se manifestado a respeito do fato.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *