conecte-se conosco

Brasil

Escrivã da Polícia Civil morre eletrocutada ao atender celular ligado no carregador

Estava no banho e deixou o seu celular ficou carregando na tomada

Publicados

em

Uma escrivã da Policia Civil morreu na noite de quinta-feira (16), em sua residência no residencial Marechal Rondon, região do Coxipó, em Cuiabá. De acordo com o boletim de ocorrência, Néria Regina dos Reis, de 42 anos, foi encontrada por vizinhos em cima da cama.

A suspeita é que ela tenha sofrido uma descarga elétrica após sair do banho e pisar em uma extensão de 220 volts em que o celular dela estava carregando.

A Policia Civil informou que a escrivã estava no banho e deixou o seu celular ficou carregando na tomada, com a extensão. Em determinado momento, ela saiu para atender uma ligação, quando teria pisado na extensão e sofrido a descarga elétrica.

Durante todo dia, familiares e amigos estranharam o fato dela não atender o telefone. Já a noite, vizinhos decidiram arrombar a porta e encontram a policial na cama. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e constatou o óbito. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Néria estava há 20 anos na Polícia Civil e estava lotada na Deletran (Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito), mas já atuou também na DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado) e na Derfva (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos). Ela deixa um filho.

O Documento

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *