conecte-se conosco

Brasil

Detento solda portão de unidade prisional e deixa agentes trancados

Apesar de ter um histórico de fugas nas penitenciárias de Parnaíba, Hospital Penitenciário e da Colônia Agrícola Major César, o detento tinha a confiança da direção da Casa de Custódia

Publicados

em

Um detento da Casa de Custória de Teresina, identificado como Francílio Teles, empreendeu fuga e deixou agentes e diretor trancados dentro da unidade prisional localizada na zona Sul de Teresina.

A fuga inusitada do detento ocorreu na última terça-feira (30), enquanto ele prestava serviços como soldador e eletricista, após ser designado pela direção do local a realizar reparos no portão de entrada da penitenciária.

Durante seu trabalho ele teve que ficar do lado de fora e trabalhar com o portão fechado, com isso ele aproveitou a oportunidade e soldou o portão nos trilhos, impedindo a abertura do portão de acesso a unidade e deixando todos os policiais e o diretor presos no local e empreendeu fuga levando os materiais.

Segundo informações, o detento possui um longo histórico de fuga nas penitenciárias de Parnaíba, Hospital Penitenciário e da Colônia Agrícola Major César, mas mesmo com esse histórico o detento tinha a confiança da direção da Casa de Custódia.

Em nota, a Secretaria de Justiça informou que abriria procedimento para apurar as circunstâncias da fuga.

NOTA

A Secretaria de Estado da Justiça informa que o preso Francilio Lima Teles fugiu no último dia 30 de junho, por volta das 16h, da Penitenciária Prof. José Ribamar Leite. O preso estava fazendo um serviço de soldagem em um portão lateral da unidade e aproveitou o descuido do servidor para empreender fuga. A Sejus abriu procedimento para investigar a causa da fuga.

Meio Norte

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *