Siga-nos nas redes sociais

Região

Membros de facção ateiam fogo e destroem vans do transporte coletivo de Massapê; Assista

A cooperativa suspendeu o transporte de passageiros por tempo indeterminado, somente dois veículos estavam assegurados

Publicados

em

A madrugada foi de ataques na Região Norte do Estado. Há registro de ocorrências nas cidades de Sobral, Massapê, Morrinhos, Acaraú, Tianguá e São Benedito.

A cidade de Massapê foi alvo da ação de criminosos, pelo menos seis vans que fazem o transporte público de passageiros de Massapê à Sobral, foram destruídas na madrugada deste sábado (5).

Segundo declaração de Edilberto Araújo Albuquerque, Diretor Financeiro da Cootmam – Cooperativa de Transporte Dos Motoristas Autônomos de Massapê, os veículos foram incendiados por volta de 1h da madrugada.

“Contratamos três vigias para cuidar dos nossos veículos que ficam no galpão da cooperativa, mas infelizmente perdemos seis carros”, disse o diretor.

Ainda de acordo com dirigente, apenas duas vans estavam com seguro em dias, disse ainda, que o Corpo de Bombeiros de Sobral foi acionado, porém chegaram um hora depois da ocorrência e os veículos já haviam sido consumidos pelas chamas, “os bombeiros demoraram para chegar, pois estavam em outras ocorrências em Sobral”, ressaltou o dirigente.

Vans incendiadas pelos criminosos, apenas duas tinham seguro (Foto: Edilberto Albuquerque)

O galpão onde as vans ficam estacionadas foi destruído, “só restou as colunas de ferro, o teto veio abaixo e estamos sem local de apoio”, de acordo com o Albuquerque, o serviço de transporte de passageiros em todas as cidades atendidas pela Cooperativa, está suspenso e não há previsão de retorno das atividades, a COOTMAM possui uma frota de 25 veículos, Massapê é atendida por 17 veículos.

A cooperativa está presente ainda nas cidades de Martinópolis, Uruoca e Senador Sá e realiza viagens nos distritos de Massapê, Várzea da Volta, Padre Linhares e Ipaguassu-Mirim.

A cooperativa deve registrar um boletim de ocorrência, ainda na manhã de hoje (5) na delegacia de policia civil, nossa reportagem não conseguiu manter contato com o delegado local.


Matéria do Tribuna dos Vales

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Região

População de 88,59% dos municípios cearenses terá direito à posse de arma de fogo; veja a lista

Em pelo menos 153 municípios deve ser permitido manter armas em casa ou no comércio, por exemplo. O decreto será assinado nesta terça, 15

Publicados

em

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) estuda associar a liberação simplificada do posse de armas de fogo para quem mora em cidades com maiores taxas de homicídio. No Ceará, são pelo menos 153 municípios com mais de 10 homicídios por 100 mil habitantes. Isso porque 18 municípios não têm números definidos no Atlas da Violência, documento do Instituto Nacional de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), e outros 12 tiveram taxa inferior.

A assinatura do decreto que flexibiliza a posse de armas, segundo informou a Casa Civil, acontece nesta terça-feira, 15. O decreto refere-se exclusivamente à posse de armas. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro não será incluído no texto. Leia mais aqui.

Números nacionais antecipam que três em cada quatro brasileiros poderão ser incluídos no decreto de Bolsonaro. Levantamento do jornal O Estado de S. Paulo, com base em dados preliminares referentes a 2017 registrados pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, mostra que, nesse caso, a medida atingiria 3.485 das 5.570 cidades, ou 62% dos municípios do País. Neles, vivem 159,8 milhões de pessoas (76% da população brasileira).

No Ceará, 88,5% dos municípios poderão ter acesso facilitado a armas, assim como 95,7% dos municípios de Pernambuco, 95,4% do Acre, 92% de Alagoas, 90% do Pará e 89% de Sergipe. Os cinco estados são os que concentram o maior número de municípios com alto percentual de homicídios em seus territórios.

As cidades que poderão ter as regras alteradas concentram 94% dos homicídios. Na outra ponta, São Paulo (36,1%), Piauí (39,2%) e Santa Catarina (40%) têm a menor proporção de cidades violentas. A cidade de São Paulo seria a única capital a não ser englobada pela medida.

A Polícia Federal, além de documentos e exames psicológicos e de capacidade técnica, exige hoje que o cidadão apresente justificativa de “efetiva necessidade” para a posse de arma – o que permite ter o equipamento dentro de casa ou de estabelecimento comercial. O decreto de Bolsonaro deverá dizer o que objetivamente seria uma justificativa aceitável. Uma das ideias em estudo, segundo revelou o próprio presidente, seria afrouxar essa “efetiva necessidade”. Ou seja, justificar a posse de arma por habitar uma cidade violenta e, assim, ter a posse mais rapidamente concedida.

Entenda

Os registros do Atlas englobam várias causas de mortes intencionais, como arma de fogo, arma branca (faca) e agressões corpo a corpo. O dado, porém, não inclui mortes causadas em ações policiais, que em alguns Estados, como São Paulo e Rio, podem ser significativas ante o total de homicídios.

Como o Ministério da Justiça não produz dado atualizado e completo sobre violência, a expectativa é de que Bolsonaro se baseie nos dados do Ministério da Saúde e no Atlas do Ipea.

Ao Estadão, o coordenador do Atlas, o economista Daniel Cerqueira, criticou na última sexta, 11, a eventual escolha do método. Segundo ele, pode haver distorções. “O governo tem de explicar a escolha desse parâmetro (taxa acima de 10 por 100 mil). O que vai ser dito para a cidade que tem 9 homicídios por 100 mil? E as cidades pequenas que tiveram dois assassinatos e, mesmo assim, têm taxa acima de 10?. Além disso, pode haver distorções, já que há uma quantidade considerável de mortes por causas indeterminadas”.

O pesquisador critica também o aspecto geral da medida. “Se o Estado está interessado em reduzir a violência, deveria olhar para as evidências científicas e não passar por cima dos estudos. Armar a população vai jogar mais lenha na fogueira dos homicídios e agravar a miséria da segurança pública atual.”

A medida, defende Bolsonaro, garante o direito da população em ter uma arma para legítima defesa. Poderá, segundo o presidente, fazer frente à violência crescente nas cidades.

Lista dos municípios cearenses onde deve ser liberada a posse de armas por ordem alfabética:

  1. Abaiara 
  2. Acarape 
  3. Acaraú 
  4. Acopiara 
  5. Aiuaba 
  6. Altaneira 
  7. Alto Santo 
  8. Amontada 
  9. Antonina do Norte 
  10. Apuiarés 
  11. Aquiraz 
  12. Aracati 
  13. Aracoiaba 
  14. Araripe 
  15. Aratuba 
  16. Arneiroz 
  17. Assaré 
  18. Aurora 
  19. Banabuiú 
  20. Barbalha 
  21. Barreira 
  22. Baturité 
  23. Beberibe 
  24. Bela Cruz 
  25. Boa Viagem 
  26. Brejo Santo 
  27. Camocim 
  28. Campos Sales 
  29. Canindé 
  30. Capistrano 
  31. Caridade 
  32. Cariré 
  33. Caririaçu 
  34. Cariús 
  35. Carnaubal 
  36. Cascavel 
  37. Catarina 
  38. Caucaia 
  39. Cedro 
  40. Choró 
  41. Chorozinho 
  42. Coreaú 
  43. Crateús 
  44. Crato 
  45. Deputado Irapuan Pinheiro 
  46. Eusébio 
  47. Farias Brito 
  48. Forquilha 
  49. Fortaleza 
  50. Fortim 
  51. Frecheirinha 
  52. General Sampaio 
  53. Guaiúba 
  54. Guaraciaba do Norte 
  55. Horizonte 
  56. Ibiapina 
  57. Ibicuitinga 
  58. Icapuí 
  59. Icó 
  60. Iguatu 
  61. Independência 
  62. Ipaporanga 
  63. Ipu 
  64. Ipueiras 
  65. Iracema 
  66. Irauçuba 
  67. Itaiçaba 
  68. Itaitinga 
  69. Itapagé 
  70. Itapipoca 
  71. Itapiúna 
  72. Itarema 
  73. Itatira 
  74. Jaguaretama 
  75. Jaguaribara 
  76. Jaguaribe 
  77. Jaguaruana 
  78. Jardim 
  79. Jati 
  80. Jijoca de Jericoacoara 
  81. Juazeiro do Norte 
  82. Jucás 
  83. Lavras da Mangabeira 
  84. Limoeiro do Norte 
  85. Madalena 
  86. Maracanaú 
  87. Maranguape 
  88. Marco 
  89. Massapê 
  90. Mauriti 
  91. Milagres 
  92. Milhã 
  93. Missão Velha 
  94. Mombaça 
  95. Monsenhor Tabosa 
  96. Morada Nova 
  97. Mulungu 
  98. Nova Olinda 
  99. Nova Russas 
  100. Novo Oriente 
  101. Ocara 
  102. Orós 
  103. Pacajus 
  104. Pacatuba 
  105. Pacoti 
  106. Pacujá 
  107. Palmácia 
  108. Paracuru 
  109. Paraipaba 
  110. Parambu 
  111. Pedra Branca 
  112. Penaforte 
  113. Pentecoste 
  114. Pereiro 
  115. Pindoretama 
  116. Piquet Carneiro 
  117. Poranga 
  118. Porteiras 
  119. Potengi 
  120. Potiretama 
  121. Quiterianópolis 
  122. Quixadá 
  123. Quixelô 
  124. Quixeramobim 
  125. Quixeré 
  126. Redenção 
  127. Russas 
  128. Saboeiro 
  129. Salitre 
  130. Santana do Acaraú 
  131. Santana do Cariri 
  132. Santa Quitéria 
  133. São Benedito 
  134. São Gonçalo do Amarante 
  135. São João do Jaguaribe 
  136. São Luís do Curu 
  137. Senador Pompeu 
  138. Sobral 
  139. Solonópole 
  140. Tabuleiro do Norte 
  141. Tamboril 
  142. Tarrafas 
  143. Tauá 
  144. Tejuçuoca 
  145. Tianguá 
  146. Trairi 
  147. Tururu 
  148. Ubajara 
  149. Umirim 
  150. Uruburetama 
  151. Varjota 
  152. Várzea Alegre 
  153. Viçosa do Ceará 

Com informações do O Estado de S. Paulo/O POVO

Continue lendo

Região

Palco do show da Anitta no Crato cai em apresentação na madrugada desta segunda-feira

Produção suspeita de que chuva influenciou no desabamento de parte do teto do palco. Não há relato de pessoas feridas

Publicados

em

Um show da cantora Anitta foi interrompido na madrugada desta segunda-feira (14), após a queda de parte da cobertura do palco no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti, na cidade do Crato, interior do Ceará. A queda da estrutura ocorreu durante apresentação da artista no momento em que ela cantava a música “Paradinha”.

Logo após o incidente, Anitta deixou o palco e retornou apenas para informar ao público presente que o show havia sido encerrado. Não há relatos de pessoas feridas.

Anitta comentou sobre o caso em um vídeo em uma rede social. “Galera, estamos aqui em Cariri [região do interior cearense] e depois de uma hora e dez de show, debaixo de muita chuva, a chuva engrossou e por questão de segurança a gente teve que interromper o show. Mas eu quero muito voltar pra cá e vai dar tudo certo da próxima vez”, afirmou.

Chuva forte

Chovia forte na cidade durante a apresentação e a estrutura do palco não aguentou o acúmulo de água.

A produção do show suspeita de que a lona de cobertura do palco acumulou muita água e desabou com o peso. Uma perícia será realizada nesta segunda-feira (14) e deve identificar a causa do desabamento.

O show de Anitta fazia parte de uma ação beneficente e também contava com a participação do sanfoneiro Dorgival Dantas.

‘Estou bem’

Anitta usou seu Instagram para tranquilizar os fãs e se manifestar após problemas em palco durante sua apresentação no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti, em Crato, interior do Ceará. Já no avião após o incidente, a cantora gravou alguns vídeos no Stories do Instagram. No início da gravação, Anitta aparece tossindo e diz ser reflexo de ter cantado na chuva.

“Tá tudo mara, estou voltando pra casa. É que rolou uma tempestade muito forte no meio do show e deu problema em uma parte no palco e por segurança tivemos que interromper o show. Mas eu estou bem e está todo mundo bem”, explicou a cantora.

Matéria do G1

Continue lendo

Região

General Theophilo inspeciona a tropa da Força Nacional de Segurança em Fortaleza; Assista

O secretário nacional de Segurança Pública. general Guilherme Theophilo, está no Ceará

Publicados

em

No fim de semana ele esteve no Centro Olímpico onde participou de uma formatura da tropa da Força Nacional de Segurança (FNS), que está estacionada em Fortaleza há duas semanas, participando da “Operação Terra da Luz”. O objetivo é auxiliar as forças policiais locais na prevenção e repressão aos ataques criminosos que devastam o estado há 13 dias.

O secretário – que no ano passado disputou o cargo de governador do estado, veio tomar conhecimento “im loco” das atividades que a tropa está desenvolvendo em Fortaleza com vistas a impedir novos ataques de facções criminosas. Hoje, um efetivo de aproximadamente 400 homens da FNS se encontra na Capital cearense e este número deverá aumentar para cerca de 700 com a chegada de mais 350 policiais.

A FNS está reforçando a segurança pública no Ceará através de policiamento motorizado e à pé em terminais de passageiros, nos corredores do sistema do transporte coletivo e dando suporte às ações das polícias Civil e Militar na caça aos criminosos. Outra parte do efetivo reforça a segurança nos presídios do Complexo Penitenciário em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A operação “Terra da Luz” tem no comando o major Delgado.


Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro

Continue lendo
Publicidade