Traficante é preso após espancar e corta a mão de jovem de 19 anos com uma serra elétrica - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Traficante é preso após espancar e corta a mão de jovem de 19 anos com uma serra elétrica

O rapaz teve a mão decepada após o traficante descobrir que a vítima havia trocado mensagens com a sua mulher

Agentes da 2ª Delegacia de Polícia (DP) de Pelotas, no Rio Grande do Sul, prenderam um traficante que decepou a mão de um rapaz de 19 anos, no loteamento Dunas, bairro Areal, após a vítima trocar mensagens através de aplicativo com a mulher do acusado. O homem foi preso em casa pela Polícia Civil durante cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. Ele não reagiu à prisão.

O jovem teve a mão decepada com uma serra elétrica circular no dia 12 de janeiro, em plena via pública, aos olhos dos moradores que passavam pelo local por volta das 15h. De acordo com a titular da 2ªDP, Walquíria Meder, o traficante armou uma emboscada para atrair a vítima para que pudesse executar o plano de “punição” por ter trocado mensagens com a sua companheira.

O criminoso se utilizou do celular da mulher, se passou por ela e falou com o rapaz pelas redes sociais o chamando para um encontro. A vítima acabou caindo no plano e foi em um mototáxi ao encontro da mulher. Ao chegar no endereço, o jovem foi surpreendido pelo traficante que estava com a serra em mãos. Antes de ter a mão decepada, o rapaz foi espancado e logo em seguida teve a mão arrancada com a serra elétrica.

Testemunhas contaram que depois sido brutalmente agredido e ter tido a mão decepada pelo traficante, a vítima buscou ajuda em um bar e conseguiu um pano para estancar o sangue. “Ele entrou num bar e conseguiu um pano para amarrar no local do ferimento. Tudo ficou lavado no sangue”, contou. Mais tarde o rapaz foi ao atendido no Pronto-Socorro de Pelotas (PSP). Por medo, ele saiu da cidade. A mão do jovem não foi localizada pela Polícia Civil mas há informações de que teria sido enterrada em um lixão.

Na delegacia, o traficante disse que não iria se manifestar. Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Pelotas (PRP). A Polícia Civil apura a participação de outras pessoas no caso.

Matéria do Diário Popular

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *