Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Cenas fortes: pastora evangélica agride a própria sogra de 73 anos e vídeo viraliza

Lucimara Pires se justificou dizendo que idosa bateu nela primeiro

A cantora gospel e pastora Lucimara Pires, 34 anos, virou o assunto principal na cidade de Nova Andradina, em Mato Grosso do Sul, após circular nas redes sociais um vídeo que mostra ela agredindo sua sogra, de 73 anos. Segundo o ‘Jornal da Nova’, o episódio teria ocorrido no dia 7 de janeiro.

Em entrevista ao site, a missionária confirmou o episódio, mas negou ter batido na sogra. Ela classificou a briga como um “pequeno incidente”. Ainda em sua justificativa, a evangélica afirma que foi xingada e agredida pela idosa, a qual teria lesionado sua boca. No momento em que estava se defendendo, , continua Lucimara, o marido – que é filho da idosa – começou a filmar para mostrar aos irmãos e familiares que estava sofrendo com as atitudes da mãe.

“A mãe do meu esposo é muito transtornada, aparentando um descontrole anormal, me agrediu sem motivos, com muitos insultos. Fui obrigada a respondê-la, sem qualquer violência. Não houve nenhuma agressão física”, disse.

“Ninguém da família quer ficar com ela [idosa], então resolvemos ficar até que uma filha que mora em Nova Casa Verde, alugasse uma casa aqui em Nova Andradina, para morar com ela, mas desde que estava em nossa residência, foi uma atribulação, uma perturbação, cheguei a ligar no Corpo de Bombeiros e na Polícia Militar no dia 7, mas me disseram que não podiam fazer nada”, conclui.

Nas palavras da missionária, ela vai prestar depoimento na delegacia, levar a verdade, provas e que tem apoio dos familiares, dizendo que não a agrediu e sim apenas se defendeu das agressões que há um mês vem sofrendo da idosa. “Hoje, vai ver a condição que ela está vivendo com um filho que é solteiro, em um sítio no assentamento na Casa Verde”, disse.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) de Nova Andradina, investiga se houve maus-tratos ou vias de fato mediante a violência doméstica.

Publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Dilma Oliveira

    24/01/2020 at 04:16

    Infelizmente perdeu a razão ao discutir com a sogra. Se não houve agressão de fato, se foi agredida primeiro, não devia aproximar pedindo para ser agredida novamente e tentando segurar, medindo força com a idosa! Se já sabe que a sogra é problemática, não aceite provocações, não revide, não queira consertar um idoso!
    Errou feio em tocar na senhora, provocar, bater boca, puxar do sofá,…. Enfim, agrediu e não respeitou a genitora do esposo!
    Como serva de Deus, um péssimo testemunho! E se não se arrepender, não consertar com Deus, perdoar e pedir perdão para sogra, não poderá subir no Altar, Deus não receberá os louvores, e perdeu todo tempo que já esteve na presença de Deus, porque a Bíblia diz que devemos permanecer fiel e obediente a Ele até o fim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.