conecte-se conosco

Policia

Bandido que matou sargento durante assalto morre em troca de tiros com a PM em Fortaleza

Baleado, “Marquinhos” ainda foi socorrido pela PM para um hospital da região, onde morreu

Publicados

em

Uma intensa troca de tiros em plena tarde desta segunda-feira (16), assustou os moradores da Avenida Urucutuba, no bairro Granja Lisboa, na zona Sul de Fortaleza. Um bandido procurado há meses pela Justiça foi cercado por policiais militares e reagiu.

Segundo o Jornalista Fernando Ribeiro, no confronto, ele acabou ferido, chegou a ser socorrido e levado para um hospital daquela região da cidade, mas não resistiu. Foi o segundo caso de morte por intervenção policial no Ceará em dois dias.

O bandido cercado pela Polícia foi identificado como Antônio Marcos da Cunha Santos, 20 anos, conhecido por “Marquinhos”. Em sua extensa ficha criminal, ele respondia por vários roubos e latrocínios (assaltos seguidos de morte). Estava sendo caçado pela Polícia há meses, após ter sido apontado como autor da morte de um policial militar durante uma tentativa de roubo.

O crime de latrocínio aconteceu no dia 14 de julho último, tendo como vítima o sargento PM Alveni da Silva, 49 anos. Ele trafegava em sua motocicleta pela Avenida Estrada do Jatobá, no bairro Bom Jardim, quando foi atacado por assaltantes que pretendiam roubar seu veículo. O militar tentou fugir, mas foi atingido com um tiro na cabeça, morrendo no local. “Marquinhos” foi identificado como autor do crime e permaneceu foragido.

Na tarde de ontem, policiais militares receberam informações sobre o local onde o assaltante e latrocida estava escondido, uma casa em um beco na Avenida Urucutuba, e para lá seguiram várias viaturas. Contudo, os PMs foram recebidos a tiros. O bandido tentou fugir saltando vários muros de residências, até ser baleado e morto.

Outro caso

No último domingo (15), um adolescente de 15 anos, identificado como Vinícius de Araújo Barbosa, foi baleado e morto por policiais militares no Município de Jijoca de Jericoacoara, no Litoral Oeste do estado (a 287Km de Fortaleza).

Militares afirma que o adolescente atirou contra eles e revidaram. A família do menor nega. Diz que ele não estava armado e os PMs negligenciaram no socorro do garoto ao hospital.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *