Avô bêbado jogou o neto de 2 anos vivo em um forno ardente porque ele 'viu o diabo nele' - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Mundo

Avô bêbado jogou o neto de 2 anos vivo em um forno ardente porque ele ‘viu o diabo nele’

Policiais na Rússia disseram que ele ‘empurrou a criança para dentro do forno escaldante com o propósito de matá-lo’

O menino não identificado de Omsk na Rússia foi resgatado, mas permanece em estado grave depois de sofrer queimaduras graves em mais de 50% de seu corpo. Os médicos dizem que a criança está em coma e lutando por sua vida em uma máquina de respiração.

A policia relata que o avô, de 53 anos, estava “delirando” quando “viu o demônio” em seu neto durante uma sessão de bebida com a avó da criança, quando os dois estavam cuidando dele. O homem enlouquecido usou “força física” para pegar a criança de sua esposa e forçá-la a sair de casa, alegou. Então, temendo Satanás, ele jogou a criança no forno escaldante.

A avó do menino e uma mulher vizinha correram para dentro e resgataram a criança que gritava. Depois de prendê-lo, policiais disseram que ele “empurrou a criança no forno escaldante com o propósito de matá-lo”.

Os avós estavam cuidando da criança enquanto sua filha – Irina Andreeva, 21 anos – estava trabalhando. Um chefe da ambulância disse: “Conseguimos trazer a criança para fora com vida. É uma história tão aterrorizante. Isso é como algo que a Gestapo faria.

Uma fonte policial disse: “O suspeito foi detido no estado de forte intoxicação alcoólica”.

A fonte acrescentou que o avô não identificado também “esteve dirigindo por vários dias e provavelmente seu cérebro foi afetado. Ele não deu nenhum outro motivo”.

O avô enfrenta uma longa pena de prisão se for condenado.

Svetlana Ospennikov, porta-voz do departamento de saúde regional de Omsk, disse: “O pequeno paciente está em tratamento intensivo agora. Ele está em grave estado. Ainda é muito cedo para fazer previsões sobre o futuro dele. Quando lidamos com essas queimaduras, é impossível entender sua condição. Pode deteriorar-se [rapidamente]. Os médicos estão fazendo tudo para aliviar o sofrimento da criança”.

É o segundo caso na Rússia nos últimos três meses em que uma criança foi queimada em circunstâncias horríveis pelos avós.

Em janeiro, um bebê de 11 meses morreu depois de ser colocado no forno por seu avô, segundo a polícia.

O garoto, chamado Maxim Sagalakov, foi deixado por sua mãe Viktoria, 20, aos cuidados de seus pais na região de Khakassia, na Rússia. Quando ela voltou, a mulher perturbada encontrou os restos carbonizados da criança no fogão da casa da família na aldeia de Kharoy.

Funcionários do Comitê de Investigação Regional disseram: “Os avós estavam bêbados e mataram o bebê”.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *