conecte-se conosco

Brasil

Aposentados do INSS precisarão enviar selfies para manter benefícios

Para impedir que o aposentado seja infectado com o novo coronavírus, ele deve tirar uma foto sua e enviar à verificação do INSS

Publicados

em

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) deve começar a novidade no próximo mês. Para que os aposentados não precisem provar sua vida pessoalmente em uma agência bancária, o instituto permitirá o reconhecimento facial enviando uma selfie do beneficiário.

Prova de vida é um procedimento anual obrigatório. Este ano, para proteger um aposentado de contrair o novo coronavírus ao ir para a agência, ele precisa tirar uma foto sua com uma câmera de celular e relatar uma selfie ao controle do sistema INSS.

A iniciativa ainda é um projeto piloto, que, por enquanto, cobrirá apenas uma pequena fração dos aposentados, cerca de 550.000. Beneficiários. Os planos do INSS de substituir o Teste Direto por meios mais fáceis não são novos.

Desde o ano passado, também em agosto, o instituto anunciou que estava testando evidências de vida usando biometria. Como os idosos correm o risco de COVID-19, ou seja, são mais propensos a serem infectados, o INSS propôs a prova de vida em uma selfie.

Análise de selfie

O INSS não forneceu detalhes de como será o processo de análise da selfie, mas uma possibilidade é comparar com fotos de documentos dos beneficiários, como a CNH, que deve ser atualizada a cada três anos por pessoas com mais de 65 anos.

Outra alternativa seria permitir a entrada única de aposentados para a gravação de imagens. A partir daí, o sistema poderá comprovar a vida à distância, comparando a imagem capturada com a nova carregada pelos idosos. No entanto, o instituto ainda não confirmou essas possibilidades de teste.

Por Amanda França via Edital Concursos Brasil

Propaganda