Após dois furtos, comerciante aguarda ladrão, o amarra e chama a polícia - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Brasil

Após dois furtos, comerciante aguarda ladrão, o amarra e chama a polícia

Como denunciava e o ladrão continuava solto, a vítima resolveu que ela mesma faria algo para prendê-lo

Depois de ter sua bicicletaria invadida e furtada por dois dias seguidos, e ver pelas câmeras de segurança que quem havia praticado os furtos era o mesmo ladrão, um comerciante de 47 anos resolveu tomar uma atitude e surpreendeu o criminoso quando este entrou pela terceira vez na loja.

O primeiro furto aconteceu no dia 06 de junho, por volta das 3h25, quando o suspeito, de 19 anos, entrou no estabelecimento localizado no centro da cidade de Sinop (500 km de Cuiabá) e levou R$ 628.

A vítima só percebeu o roubo quando chegou para trabalhar e encontrou as gavetas do caixa remexidas. Ao visualizar as imagens das câmeras do circuito interno de segurança, ele reconheceu o ladrão, que já é conhecido também pela polícia por ter várias passagens criminais por furto.

Um boletim de ocorrência foi registrado, mas o homem não foi preso.

Na madrugada do outro dia, 07 de junho, o suspeito entrou novamente na bicicletaria, quase no mesmo horário, por volta das 3h45, e furtou dinheiro mais uma vez.

A vítima pegou as imagens das câmeras de segurança e viu que o ladrão era o mesmo da noite anterior e que ele havia pulado o muro lateral da loja, tendo acesso aos fundos do local, que é aberto.

O comerciante registrou mais um boletim de ocorrência e, novamente, o suspeito não foi preso. Já indignado, ele resolveu fazer algo para deter sozinho o criminoso reincidente.

Na última sexta-feira (08), já aguardando que o ladrão retornaria à loja pela terceira vez, o comerciante passou a madrugada em sua bicicletaria aguardando a entrada no suspeito, que realmente tentou realizar o terceiro furto consecutivo.

O rapaz pulou o muro de uma loja ao lado da do comerciante como nos outros dias, porém, foi surpreendido pela vítima, que entrou em luta corporal com ele e conseguiu amarrá-lo com uma “língua de sogra” (braceletes de plástico usados para amarrar cabos).

Assim que estava com o suspeito detido, a vítima acionou a Polícia Militar para prendê-lo. Quando a equipe policial chegou ao local, encontrou o homem detido pela vítima, ouviu o relato dos outros dois furtos consecutivos e encaminhou o suspeito para a delegacia, visto que os furtos estavam comprovados por imagens do circuito interno de segurança da loja.

Os três boletins foram registrados como furto, sendo que só o último não foi concretizado, graças à ação da vítima.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *