Um momento flagrado por câmeras de segurança de uma casa no Brasil mostram a ação rápida de uma criança de 7 anos que salva o primo, um bebê de 2 anos que cai em uma piscina e poderia ter se afogado. A gravação, que já viraliza em redes sociais como Facebook, escancara duas questões levantadas pelos internautas: a falta de proteção e cuidado de quem tem piscina e filhos pequenos e o fato de o herói do momento ser portador de autismo. O modo como a família trata o garoto fez com que ele tivesse a possibilidade de salvar o pequeno parente.

A mãe do menino que poderia ter se afogado comentou com emoção as imagens, mas não quis ter a sua identidade revelada. De acordo com ela, se não fosse Pedro, que é autista, o seu filho poderia estar morto nesse momento. A tia do herói ainda afirmou que a família nunca criou o garoto com rótulos e por causa disso, ele teve a possibilidade de salvar o primo. A gravação, que é bastante tensa, mostra o bebê atravessando a casa até chegar na área da piscina. Lá, ele cai na água, virado para baixo. Segundos depois Pedro aparece e com grande tranquilidade pega o primo e o tira da água. O bebê sai caminhando novamente.

Apenas no final das imagens é que um adulto aparece para saber o que havia acontecido lá e isso é o que chamou atenção de muitos internautas. Os mais revoltados começaram a criticar e até xingar os pais, comentando que sabendo que tem uma criança pequena, a área com a piscina deveria estar trancada ou deveria ser colocada um cerca ao redor do local, para que bebês não consigam ultrapassar. A polêmica foi muita, até por isso, os pais e responsáveis que estavam na casa naquele momento não quiseram se identificar.

No entanto, outros tantos internautas preferiram elogiar o garoto Pedro, um verdadeiro herói. Alguns internautas, principalmente aqueles que possuem contato com crianças autistas, compartilharam as experiências, garantindo que essas crianças são brilhantes. Os mesmos internautas seguiram o exemplo da tia do garoto e pediram para que se parem de colocar rótulos nos “pequenos diamantes”. Abaixo você pode conferir o exato momento em que o bebê de 2 anos é salvo pelo primo:

Por Bruno via News 24hrs