A polícia procura o corpo de uma jovem que aparentemente foi assassinada e decapitada na tarde do último domingo (17), no bairro do Feitosa, em Maceió.

Em entrevista ao repórter Wadson Correia, da TV Ponta Verdes, no início da tarde desta terça-feira (19) a mãe da jovem Mariana da Silva, de 19 anos, Vera Lúcia contou que recebeu as fotos da filha morta durante a tarde de domingo. “Aqui no Feitosa todo mundo recebeu essas fotos. Mataram ela e vieram me avisar aqui na porta, mas apesar das fotos eu não acredite”, disse a doméstica.

A mãe disse ainda não ter dúvidas de que as fotos eram da filha. “Era ela sim, vi a foto dela olhando a cova, ela foi morta com a mesma roupa que saiu de casa. Depois das fotos eu fui até a delegacia e denuncie. Ela era usuária de drogas e saiu para a casa do namorado. Minha filha morreu com dois meses de grave e deixou um filho de nove meses”, lamentou.

As fotos enviadas para a família são grotescas. De princípio a jovem aparece caminhando em uma matagal na companhia de dois jovens, em seguidas já aparecem fotos do corpo decapitado, jogado em uma cova rasa. Outras fotos mostram uma mão masculina segurando a cabeça da vítima, tirando fotos. Em outra foto, duas pessoas, um homem e uma mulher, colocam os dedos indicadores, médios e anelares para tirar a foto sobre o corpo. Outro fato que chamou a atenção foi que nos dedos femininos tinham duas tatuagens: no dedo indicador o número 1 e no dedo médio o número 9.

A polícia realiza diligências para tentar capturar os envolvidos no assassinato e pede para quem souber dos assassinos, ligar para o 181.

CLIQUE PARA VER AS IMAGENS