Foram 13 crimes de morte na Grande Fortaleza e mais três no Interior. Entre as vítimas estão seis mulheres. Com isso, o Homicidômetro (contador dos homicídios em 2017) disparou para 4.675 mortos.

Em Fortaleza, oito pessoas foram assassinadas, crimes de morte que foram registrados nos seguintes bairros: Itaperi, Jardim Guanabara, Praia do Futuro, Jardim Jatobá, Centro, Montese, Sabiaguaba e Jangurussu. Já na região Metropolitana de Fortaleza (RMF), outras cinco pessoas foram mortas em Caucaia (2 casos), Maranguape, Maracanaú e Pacajus.

No Interior, foram, ao menos, três assassinatos, nos Municípios de Limoeiro do Norte, Paracuru e Juazeiro do Norte.

Matança

Com tantos crimes, as equipes da Divisão de Homicídios e proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) tiveram que se desdobrar para atender à sequência de ocorrências na Capital e zona metropolitana.

Nas primeiras horas da madrugada, a Polícia fez o registro do primeiro crime do dia, quando um homem, supostamente morador de rua, foi executado com vários tiros de pistola, na esquina das ruas Visconde de Saboia e Coronel Ferraz, a poucos metros da Praça do Colégio Justiniano de Serpa, no Centro de Fortaleza.

Ainda pela manhã, uma mulher de 28 anos, identificada como Rafaela Amorim da Silva, foi morta, a tiros, na calçada de uma loja na Avenida Mozart Pinheiro de Lucena, no bairro Jardim Guanabara, na zona Oeste da cidade. O crime foi filmado pelas câmeras do estabelecimento.

Logo depois, o corpo de uma mulher, ainda não identificada, foi localizado ao lado de um campo de futebol, entre as ruas 13 e 15 do bairro Itaperi. O cadáver estava debaixo de uma árvore e nenhum dos moradores reconheceu a vítima, mas informaram terem ouvido cerca de 10 estampidos no começo da manhã.

Nas margens da BR-222, no Tabapuá, em Caucaia, o corpo de uma mulher – com aspectos masculinos – foi localizado por volta de 7 horas. A vítima foi assassinada a tiros e estava com as mãos amarradas.

Na Sabiaguaba, o corpo de um homem foi encontrado com mais de 10 tiros, segundo comprovou a equipe da Perícia Forense. O cadáver foi deixado próximo a uma duna, as margens da rodovia CE-010.

Na cidade de Maranguape, na Zona Metropolitana de Fortaleza, uma anciã de 75 anos foi vítima de um crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Rosa Viana foi encontrada pelos vizinhos na cozinha da residência onde morava sozinha, localizada na Rua Professora Francisca Leila. Ela foi amarrada pelas mãos e pés com cordas e amordaçada com uma fita aderente, o que causou asfixia. Os criminosos roubaram dinheiro e alguns objetos da idosa. Um vizinho, suspeito, foi detido.

Logo em seguida, as equipes da DHPP e da Pefoce foram dirigidas via rádio pela Coordenadoria Integradas de Operações de Segurança (Ciops) a comparecer à Favela dos Cocos, na Praia do Futuro (zona Leste), para registrarem mais um crime de morte. O corpo de um homem foi encontrado com sinais de tortura e morte cruel. A vítima – não identificada – foi morta a pauladas, pedradas e facadas e, ainda, carbonizada, o que impediu a identificação.

Mais crimes

A sequência de assassinatos entrou pela tarde, quando a Polícia foi mobilizada para o bairro Montese, onde, na Avenida dos Expedicionários, um jovem foi assassinado a tiros. Mais tarde, na Rua Avaré, no Conjunto Palmeiras, no Jangurussu, um homem acabou morto, a tiros, dentro de um bar.

Também na tarde de ontem, um homem foi assassinado, a tiros, próximo ao Aterro Sanitário (Lixão) da cidade de Pacajus, na RMF. O cadáver estava a poucos metros da BR-116. Nas horas seguintes, mais dois crimes foram registrados no bairro Jardim Jatobá, no Grande Bom Jardim; e na BR-020, em Caucaia.

Por fim, ainda na noite de quarta-feira, um crime de morte aconteceu no Conjunto Jereissati I, em Maracanaú. Próximo a um shopping center, uma jovem foi assassinada,a tiros, dentro de veículo, por volta de 23h30.

Sertão

Uma mulher, identificada como Severina de Brito Silva, 36 anos, foi morta, a tiros, quando trafegava com seu veículo pela Avenida Padre Cícero, no bairro Triângulo, na cidade de Juazeiro do Norte. O caso aconteceu no começo da tarde desta quarta-feira e a Polícia, a princípio, descartou a hipótese de um caso de latrocínio (roubo seguido de morte).

Em Limoeiro do Norte, um homem foi assassinado, a tiros, nas margens da rodovia estadual CE-265. A vítima foi identificada como Josamar Matos Carneiro, 31 anos, comerciante, conhecido por “Catatau”. No dia anterior, um cunhado dele também foi morto no mesmo Município.

O terceiro crime de morte no Interior aconteceu na cidade de Paracuru, no litoral Oeste do estado (a 100Km de Fortaleza).

Via Jornalista Fernando Ribeiro